fcb.portal.reset.password

El Barça d'handbol ha recollit l'últim títol que li faltava / FOTO: Stephane Pillaud - IHF

O Barça de Handebol conquistou o único título que faltava para a sua coleção. A equipe do técnico Xavi Pascual, uma vez mais com a camisa da Senyera (bandeira da Catalunha), superou o Hamburgo por 27 a 25 e é o novo campeão da Super Globe logo na sua primeira participação. Numa partida muito disputada, Juanín, Karabatic e Saric, o goleiro no segundo tempo, se destacaram para ajudar a vencer o primeiro troféu da temporada.

Um início sem força

O Hamburgo iniciou a partida mais concentrado e preparado para avançar no placar. A equipe alemã demonstrava na quadra que tinha as ideias claras. Mesmo assim, o Barça não deixou o rival escapar no marcador e manteve a igualdade no duelo. A partir do 6 a 4 favorável ao Hamburgo, o time de Xavi Pascual reforçou a defesa e graças a duas defesas de Sterbik e dois gols consecutivos de Entrerríos, voltaram a empatar.

No minuto 17, o Barça conseguiu situar-se na frente do marcador. Uma defesa com dois homens adiantados pressionava a criação dos alemães e uma grande porcentagem de acertos diante do gol permitiram que a equipe azul-grená fosse ganhando por 10 a 9 no minuto 20.

Juanín, um punhal 

O pequeno jogador de León se mostrou decisivo jogando pelas pontas. Mas não era o único recurso do Barça. As bolas para os pivôs, principalmente Noddesbo, permitiram abrir o leque de opções até o gol. Ao mesmo tempo, Eduardo Gurbindo também esteve bastante ativo e provocou algumas exclusões na defesa alemã que facilitaram o trabalho ofensivo do Barça.

Lazarov também se destacou até o final do primeiro tempo. Sua fiabilidade na linha dos sete metros, de onde voltou a botar o Barça na frente do placar (12-11), ficou mais que comprovada. Um gol de Gurbindo entrando pela lateral resultou na maior vantagem do primeiro tempo do time de Xavi Pascual (15-12). Com um gol do Hamburgo veio o intervalo.

De menos a mais

O Barça voltou do intervalo com uma vantagem de dois gols. Uma vez mais, o Hamburgo começou melhor, mais concentrado. Ainda assim, os jogadores culés souberam reagir com maior rapidez que nos primeiros 30 minutos e não permitiram que os alemães empatassem a partida. Um grande Nikola Karabatic foi o encarregado de comandar a reação com dois gols que resultou numa vantagem de 20 a 14 no minuto 41 da partida.

Nesse momento o Hamburgo só se mantinha com chances na partida graças aos gols marcados por Lindberg da linha de sete metros. Entretanto, duas perdas de bola no ataque do Barça devolveram as esperanças ao Hamburgo. O clube alemão chegou a estar perdendo por um gol apenas, mas Saric e Karabatic não estavam dispostos a permitir que o rival virasse o placar..

Suspense até o final

Apesar de não conseguir respirar no marcador, o Barça soube manter o Hamburgo sob controle com uma vantagem constante de um ou dois gols. Os últimos empurrões do time alemão só serviram para proporcionar um último minuto emocionante e para manter o suspense até o final, quando o Barça finalmente se consagrou como o novo campeão da Super Globe 2013.

La ficha del partido

HSV Hamburg, 25
FC Barcelona, 27

HSV Hamburg: Bitter (Cleverly), Schroder (2), Duvnjak (3), Jansen (1), Flohr (1), Cañellas (2), Toft Hansen, Djordjic, Lindberg (7), Nilsson (1), Mahe (4), Hens (1), Dominikovic, Marcovic (3).

FC Barcelona: Sterbik (Saric), Noddesbo (3), Juanín García (2), Víctor Tomás (5), Entrerríos (3), Sorhaindo (1), Sarmiento (1), Ariño, Gurbindo (2), Rutenka (1), Stranovsky, Viran, Karabatic (4), Saubich (1), Lazarov (4).

Parciais (cada cinco minutos): 2-2 / 6-4 / 8-8 / 9-10 / 12-14 / 13-15 / 15-16 / 16-19 / 20-21 / 22-23 / 23-25 / 25-27.

Árbitros: Dusan Stojkovic e Nenad Nikolic.


Voltar ao início