fcb.portal.reset.password

Luis Enrique, no estádio Artemio Franchi / MIGUEL RUIZ-FCB

Após a derrota para a Fiorentina no estádio Artemio Franchi, Luis Enrique concedeu entrevista coletiva, na qual disse que o adversário de hoje "trata muito bem a bola e tem muito potencial", e que o Barça precisa "melhorar as situações dentro da área defensiva". Mesmo reconhecendo erros, o treinador culé declarou que "há muitos aspectos do jogo que me agradaram. Nos faltou efetividade, mas criamos infinitas ocasiões de gol".

Além disso, o técnico afirmou que "há coisas que podem ser corrigidas" e que isso "deve servir como estímulo para a equipe". "Somos muito bons quando estamos a 100%", disse. "Se não estamos, não somos tão bons".

A seguir, selecionamos alguns dos trechos mais destacados da entrevista, separados por tópicos:

Supercopa da Europa

"Quando termine o jogo da Supercopa, poderei saber se a equipe chegou bem. Agora nos encontramos na pré-temporada e seria perigoso que os jogadores estivessem a 100%. Não é o nosso objetivo hoje, já que isso é progressivo".

Dores de Iniesta

"Iniesta saiu de campo porque sentia dores e os médicos nos dirão o que tem, embora não seja nada grave".

Rakitic: "o mais importante é pegar ritmo"

À saída do gramado, Rakitic, que deu assistência para o gol de Luis Suárez, atendeu a imprensa e explicou que "a equipe sempre quer ganhar, mas trabalhamos muito bem, de forma geral".

Ainda segundo o croata, o resultado não foi totalmente justo. "Poderíamos ter marcado mais gols, mas melhor que as bolas não tenham entrado hoje e entrem nos jogos importantes", opinou. "O mais importante, agora mesmo, é pegar ritmo e confiança; para isso existe a pré-temporada".

Voltar ao início