fcb.portal.reset.password
Os craques do Barça levantando o troféu da 5ª Champions League.

Xavi, no momento de levantar o troféu da Liga dos Campeões / MIGUEL RUIZ-FCB

No último dia 6 de junho, aproximadamente às 22h30 (17h30 de Brasília), o FC Barcelona escrevia em Berlim mais um capítulo mágico na sua história. Xavi levantava a quinta Champions League da história do clube, título que assegurava a segunda ‘Tríplice Coroa’ do futebol europeu em apenas seis anos.

Após disputar 60 jogos oficiais, a equipe liderada pelo técnico Luis Enrique atingiu a glória ao conquistar a sua 23ª Liga Espanhola, a 27ª Copa do Rei e a quinta Liga dos Campeões. Relembre!

Título da Liga em Madrid

O caminho do ‘Triplete’ teve início no dia 17 de maio, no Estádio Vicente Calderón, em Madrid. O Barça venceu o Atlético por 1 a 0 com gol de Leo Messi e assegurou matematicamente o título da Liga Espanhola 2014/15 com uma rodada de antecedência.

A Copa do Rei no Camp Nou

No dia 30 de maio, Athletic Club e Barça duelaram em uma final da Copa do Rei pela terceira vez em seis anos. Desta vez, a decisão foi no Camp Nou e mais uma vez Messi deslumbrou o mundo do futebol com um gol antológico. Foi o primeiro dos dois que marcou na vitória culé por 3 a 1. O brasileiro Neymar Jr. marcou o outro gol do Barça na decisão. Abaixo, confira as melhores imagens dos craques culés celebrando o 27ª título da Copa do Rei do Barça.

[[BOTOVERMELL::A festa do título++no Camp Nou::http://www.fcbarcelona.com.br/futebol/time-principal/detail/image_gallery/season/2014-2015/a-celebracao-dos-campeoes-da-copa-do-rei-no-camp-nou::HOR::NF::NO-TRACKING::::::]]

Glória suprema em Berlim

A glória definitiva chegou no Olympiastadion de Berlim. A capital da Alemanha foi o palco da grande final da Liga dos Campeões da Europa 2014/15 entre Juventus e FC Barcelona, que acabaria com uma vitória culé por 3 a 1.

O Barça abriu o placar logo no início com Rakitic. Morata empatou para os italianos mas Suárez e Neymar garantiram a vitória azul-grená e o segundo ‘Triplete’ culé em apenas seis anos. Um feito único na história do futebol. 

Voltar ao início