fcb.portal.reset.password

Messi liderou a Argentina no título mundial Sub-20 de 2005 / Fotomontagem FCB

Nesta quinta-feira, 2 de julho, celebrou-se o décimo aniversário do título do Mundial Sub-20 da Holanda, conquistado pela Argentina, então liderado por um jovem Leo Messi. Com apenas 18 anos, o craque já ensaiava conquistar seu espaço no time principal do FC Barcelona, e venceu seu primeiro título importante com a seleção de seu país, ainda que por uma das equipes das categorias de base. Dez anos depois, ao lado de Javier Mascherano, ele tem a possibilidade de ganhar a Copa América, quebrando um tabu de 22 anos da alviceleste.

Classificados em segundo lugar no grupo D – atrás dos Estados Unidos - os argentinos passaram pela Colômbia nas oitavas de final. Naquela partida, Messi marcou o primeiro dos dois gols argentinos (2 a 1). Nas quartas, fizeram 3 a 1 na Espanha, que contava com futuros jogadores de destaque, como o hoje ex-culé Cesc Fábregas, David Silva e Fernando Llorente, novamente com tento de Leo. Na semifinal, a vítima foi o arquirrival Brasil, que caiu pelo placar de 2 a 1. Novamente, ele marcou.

Decisivo e premiado

Em 2 de julho de 2005, em Utrecht, Messi liderou a equipe treinada por Francisco Ferraro, na grande final ante a Nigéria, marcando dois gols de penalti (o resultado final ficou em 2 a 1). Foi o artilheiro da competição, com seis gols, e recebeu a Bola de Ouro, seguido pelos nigerianos John Obi Mikel e Taye Taiwo.

Quinta final

Contando aquela primeira final e a que disputará no sábado contra o Chile, Messi totalizará cinco decisões com a Seleção Argentina. As outras foram a da Copa América 2007 (derrota para o Brasil por 3 a 0), a dos Jogos Olímpicos de Pequim, em 2008, na qual se sagrou campeã (vitória sobre a Nigéria por 1 a 0), e a da Copa do Mundo de 2014 (derrota para a Alemanha por 1 a 0, na prorrogação).

 

Voltar ao início