fcb.portal.reset.password

Os craques culés celebram um dos gols contra o Rayo. / FOTO: Miguel Ruiz-FCB.

Iniesta, durante um momento do duelo contra o Rayo. / FOTO: Miguel Ruiz-FCB.

O FC Barcelona voltou a vencer na Liga Espanhola 2014/15, em uma tarde de sábado que contou com recorde do goleiro chileno Claudio Bravo e com novos gols da dupla Messi-Neymar. A vítima desta vez foi o Rayo Vallecano, que foi superada pela equipe de Luis Enrique por 2 a 0, em pleno estádio de Vallecas, em Madri. Um resultado que mantém o Barça na liderança isolada do Espanhol, com números sensacionais.

Recorde de Bravo

A timidez do FC Barcelona no início da partida permitiu que um sempre ousado Rayo Vallecano tivesse um perigoso controle do jogo nos primeiros 20 minutos do confronto. Os donos da casa, apoiados pela fanática torcida que lotou o estádio de Vallecas, acuaram o Barça e trouxeram perigo ao gol de Claudio Bravo principalmente através de Trashorras, Bueno e Leo Baptistao.

O Barça soube aguentar a pressão e equilibrou a partida justamente no minuto 21, quando Claudio Bravo quebrou o recorde de invencibilidade de Pedro María Artola como o goleiro culé que mais tempo ficou sem sofrer gols em um início de Liga. 560 minutos, obtidos na temporada 1977/78. Como terminou a partida sem sofrer nenhum gol, o chileno aumentou essa marca para 630 minutos.

Uma dupla letal

Após equilibrar a partida, o Barça começou também a gerar ocasiões de gol. E quando decidiu marcar, fez logo dois em pouco mais de um minuto. Novamente com a dupla Messi-Neymar. Primeiro foi o argentino. No minuto 34, ele recebeu um passe na intermediária, avançou e tocou por cobertura, marcando um golaço. Foi o 249º gol de Messi no Campeonato Espanhol, o que lhe deixa a apenas dois do recorde absoluto de Telmo Zarra.

Pouco depois, foi a vez de Neymar Jr receber uma bola na área e superar Toño com um disparo cruzado certeiro. O atacante brasileiro marcou seu sétimo gol em sete rodadas da competição e é o artilheiro do Barça na competição. Além disso, manteve a média de um gol por jogo nesta temporada. Messi e Neymar voltaram a mostrar que são letais.

Chances desperdiçadas

O FC Barcelona viu a vantagem conquistada na etapa inicial aumentar no segundo tempo após o zagueiro do Rayo Vallecano, Jorge Morcillo, receber o 2º amarelo e ser expulso. Com um jogador a mais em campo, a equipe de Luis Enrique teve mais facilidade para exercer o seu domínio sobre o rival com o seu toque de bola tradicional. Com isso, a chances foram surgindo e a reta final da partida foi um verdadeiro festival de gols desperdiçados pelos atacantes culés.

Principalmente por Messi, que desperdiçou três ocasiões seguidas para ampliar. O domínio culé ainda custou a expulsão de Aquino por uma dura falta no último minuto da partida. Mas apesar de tudo, o placar já não se alterou até o final. O resultado mantém o Barça na liderança isolada da competição, invicto e sem sofrer gols. Com 19 pontos em 7 partidas e 19 gols a favor e nenhum contra.

Voltar ao início