fcb.portal.reset.password

La roda de premsa de Pedro. FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB.

Pedro Rodríguez foi o protagonista da entrevista coletiva realizada nesta segunda-feira na Cidade Esportiva Joan Gamper. O atacante do FC Barcelona está tendo um papel importante nos esquemas táticos do técnico Luis Enrique, apesar de ainda não ter marcado nenhum gol, algo pouco comum na carreira do goleador nascido nas Ilhas Canárias. Apesar disso, não parece preocupado. "Falta o gol, mas estou tranquilo e confiante que chegará logo. O mais importante é que estamos trabalhando muito bem."

Neste sentido, Pedro revelou o que Luis Enrique pede para o ataque. "A ideia é a mesma, devemos estar mais perto da área e não tão abertos pelo campo", disse. Além disso, os atacantes são os primeiros que devem defender em uma equipe que ainda não sofreu nenhum gol na temporada. "O 'míster' pede para pressionar o adversário na sua defesa, roubar a bola e manter o controle da partida. Até o momento tudo saiu bem e quase não criaram chances de gol contra nós. Mas ainda temos que melhorar."

Concorrência e motivação

A concorrência feroz na equipe culé se extende também ao setor defensivo, algo que Pedro vê de uma maneira positiva. "O que eu quero é trabalhar, compito com os melhores atacante do mundo e é difícil estar sempre no time titular", ressaltou. "Todos ficam motivados ao ver o que estão fazendo Sandro e Munir, que buscam o bom trabalho e isso é bom para a equipe. Ainda falta Luis Suárez e quando a equipe estiver completa será ainda melhor."

Champions League

A coletiva de Pedro se produziu a pouco mais de 48 horas da estreia do Barça na Liga dos Campeões (Champions League) diante do Apoel. "É uma competição muito bonita e enfrentaremos uma equipe bastante física, que se defende muito bem. Certamente será uma partida complicada", afirmou.

Com respeito às suas expectativas nesta competição, comentou: "Cada ano lutamos para chegar na final da Champions. Na temporada passada foi uma pena cair contra o Atlético. Temos muita vontade e motivação para voltar a conquistar esse título. Mas é muito difícil, principalmente na fase do mata-mata."

A manifestação pela independência

Questionado sobre a manifestação multitudinária nas ruas de Barcelona no último dia 11 de setembro, em favor da independência da Catalunha, Pedro Rodríguez destacou: "Vi que tinha muita gente nas ruas. Entendo pouco de política, mas penso que todos têm o direito de opinar e pensar o que quiser."

Voltar ao início