fcb.portal.reset.password

Pedro Rodríguez celebra o gol de empate na final do Mundial de Clubes de 2009 / FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB

Há dez anos chegava ao FC Barcelona um dos jogadores que alcançou a glória esportiva lutando por seu espaço desde as categorias de base. Pedro Rodríguez, o atual camisa 7 do Barça, chegou a Barcelona procedente de Tenerife (Ilhas Canárias), sua cidade natal. Deixou o CD San Isidro para se incorporar ao Juvenil A do Barça com 17 anos e rapidamente se converteu em um dos destaques da base do clube. 

Ascenso ao time principal

Depois de jogar no Juvenil A e no Barça C, Pedro se consolidou no Barça B. Na temporada 2007/08 conseguiu o ascenso com a filial culé para a Segunda Divisão B, sob o comando de Pep Guardiola. Nesse ano também fez a sua estreia no time principal. O técnico holandês Frank Rijkaard lhe deu a oportunidade de jogar duas partidas da Liga Espanhola no Camp Nou.

Já na temporada seguinte, com a nomeação de Guardiola como treinador do time principal, Pedro ganhou mais protagonismos com o time principal participando de um total de 14 jogos. Finalmente, no verão de 2009, Pedro assinou o seu primeiro contrato como profissional do Barça. 

Desso modo, em apenas cinco anos, Pedro passou de integrante do San Isidro de Tenerife a profissional do FC Barcelona. E na sua primeira temporada entrou para a história do clube catalão ao se converter no primeiro jogador a marcar em seis competições oficiais em um mesmo ano (Liga, Champions, Copa do Rei, Supercopa da Espanha, Supercopa da Europa e Mundial de Clubes). 

Consolidação no mais alto nível

A partir daí, a carreira de Pedro deu um salto estratosférico. Ganhou o seu espaço no time principal e se converteu em uma das principais referências ofensivas do Barça. Entre 2009 e 2014, Pedro marcou 87 gols oficiais pelo Barça em 253 partidas. Após dez anos como culé, ganhou todos os títulos possíveis com a camisa azul-grená: 4 ligas, 2 Champions League, 2 Copas do Rei, 2 Supercopas da Europa, 4 Supercopas da Espanha e 2 Mundiais de Clubes. 

Além do Barça, Pedro também se converteu em uma peça importante na Seleção Espanhola. Após a sua estreia no dia 29 de maio de 2010, ganhou a Copa do Mundo da FIFA desse ano, na África do Sul e a Eurocopa de 2012, disputada na Ucrânia e Polônia. 

Voltar ao início