fcb.portal.reset.password

Leo Messi, contra o Bayern / GERMAN PARGA - FCB

A cada temporada, Lionel Messi quebra novas recordes e aumentam o rastro de sua lenda. Neste último ano esportivo não foi diferente, quando o argentino anotou 56 gols e contribuiu imensamente para a conquista do segundo triplete da história do FC Barcelona.

Seu desempenho lhe rendeu dois recordes pessoais transcendentais: Messi superou a Telmo Zarra e se tornou o maior artilheiro da história da Liga, ao mesmo tempo em que também deixou para trás Raúl González e se converteu no goleador supremo da Champions League (acumula 77 gols, contra 71 do espanhol). Cristiano Ronaldo atingiu a mesma marca, mas precisou de 115 jogos para tal, enquanto o camisa 10 culé necessitou apenas 99. Na mesma partida em que chegou ao topo da artilharia da Liga dos Campeões, contra o APOEL, Leo registrou outra façanha: seu quinto 'hat-trick' pela competição.

Outros títulos individuais

Vem de longe o costume de Messi em conquistar recordes individuais. Da Champions, por exemplo, ele já foi artilheiro em quatro temporadas consecutivas, de 2008/09 a 2011/12. Nesta última, aliás, ele também foi o atleta que mais vezes balançou as redes rivais em uma mesma edição (14), além de se transformar no máximo goleador de uma liga europeia desde a instituição da Chuteira de Ouro (50).

A lista é praticamente interminável. Individualmente, o craque também faturou três troféus Pichichi (a artilharia da Liga), em 2009/10, 2011/12 e 2012/13, quatro Bolas de Ouro (2009, 2010, 2011 e 2012), um FIFA World Player (2009) e três Chuteiras de Ouro (2009/10, 2011/12 e 2012/13).

Voltar ao início