fcb.portal.reset.password
Dois jogadores do Nice disputam bola com dois jogadores do Norwich

O Nice perdeu a última partida da pré-temporada contra o Norwich / FOTO: OGC NICE

Em 19 de setembro de 1973 o FC Barcelona deixava o estádio de Le Ray, em Nice, amargando uma incontestável derrota por 3 a 0 para o time anfitrião, o OGC Nice. Duas semanas mais tarde, em 3 de outubro, o Barça não conseguiu devolver o resultado no Camp Nou e, apesar de vencer por 2 a 0, foi eliminado da Copa de Ferias, a atual Liga Europa da UEFA, na fase 1/32 de final.

40 anos depois, o Barça retorna à Costa Azul para enfrentar o Nice, que atualmente ocupa a posição 138 do ranking UEFA 2014/15. Desta vez, porém, trata-se de um amistoso de preparação para o início das respectivas ligas, que começam em agosto. Os franceses entrarão em cena antes dos culés, disputando a primeira rodada da Ligue 1 em 9 de agosto contra o Toulouse em seu estádio, o Allianz Riviera, inaugurado em 2013.

Permanência na elite francesa

O elenco comandado por Claude Puel anseia por continuar na primeira divisão do futebol francês, sem que a próxima temporada seja tão complicada como a passada. O poder de outros clubes do campeonato, a juventude que caracteriza o time e as constantes lesões sofridas pelos atletas renderam a décima-sétima colocação do no torneio, com 42 pontos em 38 jogos (apenas a 2 da 'degola ') e as seguintes estatísticas: 12 vitórias, 6 empates, 20 derrotas, 30 gols a favor e 44 contra.

A quase queda para a Segunda Divisão contrastou com o desempenho do clube na temporada anterior, uma das melhores dos últimos anos, na qual o Nice foi a grande revelação, terminando o certame em  quarto lugar, com 64 pontos, a três do Olympique de Lyon, terceiro colocado. O resultado deu ao time o direito de disputar a Liga Europa, caindo na fase 1/32 de final ante o Apollon de Chipre, com resultado global de 2 a 1.

Um projeto à sombra do futebol francês

O presidente do Nice, Jean-Pierre Rivere, diz ser consciente das dificuldades que uma equipe como o Nice enfrenta para estar entre os melhores de sua liga, com clubes como o Mónaco, o grande rival pela proximidade geográfica entre as duas cidades da Costa Azul, ou o PSG, além dos quase sempre constantes Olympique de Lyon, Olympique de Marselha ou Lille, entre outros.

Mesmo assim, Rivere vem pedindo paciência aos torcedores e crê que o clube cresceu bastante nos últimos quatro ou cinco anos. Atualmente o Nice é formado por muitos jogadores jovens, uma das bases de seu atual projeto. O fato de que muitos dos atletas recebam ofertas de outros clubes é um dos sintomas.

Para esta temporada devem ser preenchidas as vagas deixadas pelo goleiro colombiano David Ospina, um dos ídolos da torcida que depois de cinco anos, se transfere ao Arsenal. Para completar, o outro jogador da posição, Joris Delle, está contundido e deve demorar a voltar a campo. Por outro lado, alguns dos nomes mais importantes do elenco continuam disponíveis, como o artilheiro argentino Darío Cvitanich, o jovem atacante Eric Beautheac e os meio-campistas Didier Digard, Jeremy Pied e Mathieu Bodmer. Os reforços já confirmados são Julien Vercauteren e Niklas Hult, da seleção sueca.

 

OS TÍTULOS DO NICE

4 Ligas da França

1951, 1952, 1956 e 1959

3 Copas da França

1952, 1954 e 1997

Voltar ao início