fcb.portal.reset.password

Suarez, durante uma coletiva / FOTO: Miguel Ruiz-FCB

Estreou no Bernabéu e jogou contra o Celta. Deu um belo passe para o gol de Neymar Jr contra o Real Madrid e pressionou de forma incansável o goleiro ‘celtinha’, Sergio. Aos poucos, Luis Suárez começa a se adaptar a sua nova equipe.

Agora, volta a ter a oportunidade de disputar a Liga dos Campeões e justamente no mesmo estádio onde fez a sua estreia nesta competição, na sua etapa no Ajax. “Me sinto bem, com vontade de jogar, como sempre ocorre com um profissional. Essa é uma partida que me tras boas lembranças.”

Quando estava ali, dizia que meu sonho era jogar no Barça

Na sua primeira entrevista coletiva após sua estreia oficial pelo FC Barcelona, o atacante uruguaio lembrou da importância de ter jogado no clube de Amsterdã. “Sempre deixei claro que ter passado pelo Ajax foi o melhor que fiz na minha carreira. Aprendi a crescer e me deu muitas coisas no aspecto futebolístico”, disse. Além disso, me deu a chance de jogar uma Champions. Quando estava ali, dizia que meu sonho era jogar no Barça e agora tudo isso é realidade”, acrescentou. 

O camisa 9 do FC Barcelona tirou qualquer dúvida sobre a pressão extra que significa voltar a jogar na principal competição de clubes do planeta. “No Barça você sempre é obrigado a vencer, mas valorizo esta partida como as outras. E tem algo importante. Seguimos lutado pela classificação e agora após sofrer duas derrotas”, afirmou. “Temos que mostrar que estamos capacitados para reverter essa situação”, completou.

Adaptação ao Barça

Sobre a sua posição no campo, comentou que apesar de não ter encontrado o seu ‘espaço tático’ no Clássico contra o Real Madrid, agora sente que entende melhor o esquema de Luis Enrique. “Afinal, estou acostumado a jogar em qualquer posição no ataque”, declarou. “No Liverpool joguei muitas vezes pela direita ou pela esquerda. Qualquer atacante gosta de marcar e de saber se adaptar a qualquer posição.”

Entre os principais motivos da alegria de Suárez por jogar no Barça, está o fato de poder atuar ao lado de Leo Messi. “É o melhor jogador do mundo. É um orgulho e uma oportunidade única”, assegurou. Mas também ressaltou a qualidade de todo o elenco. “É possível aprender de qualquer um deles.”

Voltar ao início