fcb.portal.reset.password

Luis Enrique falou antes do jogo em Mestalla / FOTO: MIGUEL RUIZ - FCB

O FC Barcelona tem pela frente neste domingo (18 horas no horário de Brasília, ESPN Brasil) o Valencia em Mestalla, naquele que promete ser um dos jogos mais complicadas da Liga nesta temporada, válido pela 13ª rodada do torneio. Antes, na manhã de sábado, Luis Enrique concedeu entrevista coletiva na qual elogiou a renovada equipe comandada por Nuno Espírito Santo, que considera estar "em outro nível comparado a outras temporadas", e que é "muito forte em seu estádio".

"Eles mudaram jogadores de todos os setores, fizeram boas contratações, como Negredo, e viram a firmação de jovens como Alcácer e Gayà", explicou o treinador, que mesmo assim, está confiante em uma quinta vitória consecutiva. "Se eu tivesse medo, não sairia de casa. E ganhar em Mestalla pode ser um reforço às boas sensações das últimas semanas".O Valencia está em outro nível, comparado com outras temporadas

A volta de Iniesta

Para a partida dominical, o asturiano contará novamente com Andrés Iniesta, que recebeu alta neste sábado.

"Sempre sentimos a falta dos jogadores lesionados, mas temos uma norma de falar a respeito mais dos que estão [disponíveis] dos que não estão", disse. "Depois de uma contusão muscular há que se estar precavido e recuperar bem as boas sensações".

Aproveitando a menção a outra contusão que esteve em pauta estes dias, a de Vermaelen – que será operado -, o técnico garantiu que "não há nenhuma intenção de reforçar a equipe".

Messi

Respondendo sobre Lionel Messi, que na última semana quebrou nada menos do que dois recordes históricos, se tornando o maior artilheiro da história da Liga e da Champions, Luis Enrique não economizou elogios.

"Para mim o melhor jogador do ano é Messi, claro. Mas há de se respeitar as opiniões".

115 aniversário

No dia em que o Barça comemora o 115º aniversário de sua fundação, Luis Enrique parabenizou o clube e todos os culés. "É um autêntico orgulho fazer parte da história do FC Barcelona em dois ângulos diferentes", se referindo a suas etapas como jogador e treinador do Barça.

Voltar ao início