fcb.portal.reset.password

Mascherano, na eliminatória anterior / MIGUEL RUIZ-FCB

A noite de hoje no Camp Nou será histórica. O Barça e o Bayern de Munique, indiscutivelmente os dois melhores times do continente, se enfrentarão no jogo de ida das semifinais da Liga dos Campeões.

Além dos inúmeros atrativos óbvios, a partida guarda um ingrediente especialíssimo: a volta de Pep Guardiola. O técnico mais vencedor da história culé reaparece em Barcelona, desta vez como comandante da equipe visitante, e em companhia de outros dois ex-barcelonistas: Thiago Alcântara e Pepe Reina.

Na memória, catalães e alemães ainda trazem os duelos da mesma fase eliminatória, disputado na temporada 2012/13. Naquela ocasião, o desempenho do Bayern foi irrepreensível, registrando um 7-0 global. Uma superioridade contundente - diferente, aliás, do confronto entre os mesmos clubes nas quartas de final quatro anos antes, quando a agremiação azul-grená passou adiante com um sonoro 5-1.

O panorama atual

O Barça chega para mais este desafio em uma situação que não poderia estar melhor. Jogando bem e vencendo com grande frequência, o time de Luis Enrique é líder da Liga e finalista da Copa do Rei. Pela Champions, conquistou sua vaga entre os quatro melhores após eliminar, sem grandes sobressaltos, Manchester City e Paris Saint-Germain.

Jérémy Mathieu, com dores no tendão de Aquiles direito, será o único desfalque dos anfitriões. Masip, Douglas, Montoya e Vermaelen ficam de fora por decisão técnica.

Um rival com desfalques

O Bayern não fica atrás em qualidade, já que se proclamou campeão da Bundesliga com antecedência. A derrota na Copa não deve tirar o foco dos visitantes que, mesmo enfrentando problemas com lesões durante toda a temporada, devem apresentar extrema dificuldade para o Barça. Alaba, Ribery e Robben não poderão jogar. O gigante Lewandowski, por sua vez, deve marcar presença com sua famosa máscara.

Voltar ao início