fcb.portal.reset.password
Os jogadores atiram Messi para o ar, celebrando o seu recorde histórico

Os jogadores jogam Messi para o ar, celebrando o seu recorde histórico. / FOTO: Miguel Ruiz-FCB

O FC Barcelona recebeu um rival direto da parte alta da Liga Espanhola neste sábado, no Camp Nou, no primeiro dos nove jogos que terá nos próximos 29 dias e não decepcionou. A equipe de Luis Enrique e venceu o Sevilla por 5 a 1 com direito a recorde de Messi, novo gol de Neymar e mais uma assistência do especialista Luis Suárez.

Messi iguala Zarra

O primeiro tempo foi um monólogo do Barça. Bem posicionado em campo e extremamente seguro no setor defensivo, a equipe de Luis Enrique não teve dificuldades para manter o time andaluz sob controle. Além disso, tocava a bola no campo de ataque, acuando os jogadores do Sevilla na defesa. A pressão era incessante, mas faltava ao Barça precisão no momento decisivo das jogadas.

Isso até o minuto 20, quando Messi sofreu uma falta do seu compatriota Ever Banega na entrada da área. Ele mesmo cobrou com perfeição no ângulo de Beto e abriu o placar, igualando a marca de Telmo Zarra como o maior artilheiro da história da Liga Espanhola, com 251 gols. Após o gol, o Barça aumentou ainda mais a pressão sobre o rival, que durou até o fim do primeiro tempo. Apesar da insistência ofensiva, não houve recompensa.

Sevilla assusta, Barça resolve

Mesmo sem ter feita nada por merecer, o Sevilla chegou ao empate logo no início da etapa final de forma inesperada. Vitolo chegou na linha de fundo pela esquerda e cruzou. Claudio Bravo deixou ela passar e a bola chegou até Jordi Alba. O lateral culé tentou cortar e acabou marcando contra. Mas os sevilhanos nem tiveram tempo de celebrar.

Dois minutos depois, Xavi cobrou uma falta na área e Neymar subiu mais que todos para marcar de cabeça o segundo do Barça no jogo e o 11º dele na competição. Já no minuto 64 foi a vez de Rakitic ampliar de cabeça após outra bela assistência de Luis Suárez, que comprova a cada jogo que os passes de gols também são sua especialidade.

Recorde histórico

Ao ver o Barça abrir 3 a 1 no placar, o Sevilla tirou a toalha. A equipe de Luis Enrique sentiu o desânimo do rival e o Camp Nou fez a festa. No minuto 71, Messi aproveitou um contra-ataque que ele mesmo iniciou e um passe de Neymar para marcar o quarto do Barça e o 252º dele na Liga Espanhola, quebrando um recorde histórico que durava seis décadas. Não satisfeito, completou o seu hat-trick, levou a bola para casa e se converteu em história viva do Campeonato Espanhol.

Voltar ao início