fcb.portal.reset.password

Pinya després del gol de Suárez contra el Madrid / MIGUEL RUIZ-FCB

Foi um espetáculo. 98.760 torcedores culés quebraram o recorde de público do Camp Nou na temporada neste domingo e receberam os craques culés com um mosaico espetacular. Como recompensa, viram o FC Barcelona derrotar o Real Madrid por 2 a 1, com direito a um golaço de Luis Suárez. Com a vitória, o Barça amplia a vantagem sobre o eterno rival na liderança da Liga Espanhola para quatro pontos.

Ameaça merengue

Apesar do Barça ameaçar com o primeiro ataque da partida, protagonizado por Iniesta e também abrir o placar com um gol de cabeça de Mathieu, foi o Real Madrid que criou as jogadas de maior perigo no primeiro tempo. O Barça vencia mas não convencia e no minuto 30, Cristiano Ronaldo deixou tudo igual após um bela assistência de Benzema de calcanhar.

Depois disso foi um sufoco. A equipe madrilenha contou com até quatro chances claras para virar o placar, mas ou faltava pontaria aos seus atacantes ou Claudio Bravo aparecia com alguma defesa milagrosa. Bale chegou a marcar o segundo, mas o árbitro assinalou impedimento. A pressão merengue seguiu até o final e o Barça contou com a sorte, apesar de dominar a posse de bola na primeira etapa.

Golaço de Suárez

O Real Madrid entrou para a etapa final com a mesma energia. Com menos de um minuto, Bale quase marcou. Após isso, o Barça acordou e equilibrou a partida o duelo. E no minuto 54, o lance crucial da partida. Luis Suárez recebeu um passe de 40 metros de Dani Alves, dominou com categoria, invadiu a área e bateu Casillas com um chute cruzado.

O rival sentiu o golpe e diminuiu o ritmo. Por outro lado, a equipe de Luis Enrique sentiu que era o momento e se lançou ao ataque. Neymar perdeu uma chance incrível e Messi quase marcou em dois belos chutes. Um deles, passou raspando. O outro, Casillas defendeu por puro reflexo. No final, o Real Madrid voltou a assustar com um chute de Benzema, mas Bravo voltou a aparecer para salvar o Barça.

Dureza e destaques

Apesar de não contar com nenhuma expulsão, o clássico chamou a atenção pelo grande número de cartões amarelos: 10. Mas o clássico também teve destaques positivos. Um deles, Mathieu, que abriu o placar com uma bela cabeçada. O outro, Luis Suárez, com um gol espetacular. Do lado merengue, destaque para Casillas, com grande defesas e Benzema, que infernizou a zaga culé e deu uma assistência de calcanhar no gol do empate merengue.

Voltar ao início