fcb.portal.reset.password
Claudio Bravo, nesta temporada. Pedro Maria Artola, durante uma partida do Barça dos anos 70 .

Claudio Bravo, nesta temporada. Pedro Maria Artola, durante uma partida do Barça dos anos 70 / FCB

"Bravo baterá de longe o meu recorde", declarou há alguns dias Pedro María Artola, o lendário ex-goleiro do FC Barcelona que defendeu a camisa culé durante nove temporadas (1975 a 1984). Neste período, mais precisamente na temporada 1977/78, Artola permaneceu sem sofrer gols durante os 560 primeiros minutos da Liga Espanhola. Ou seja, os seis primeiros jogos daquele campeonato, mais os 20 minutos iniciais da sétima partida.

Um recorde que já durava 37 anos e que foi batido no último sábado pelo chileno Claudio Bravo, um dos novos goleiros do Barça e titular absoluto da equipe de Luis Enrique no Campeonato Espanhol. Bravo finalizou a 7º rodada do Campeonato Espanhol sem sofrer nenhum gol. Desse modo, na vitória por 2 a 0 contra o Rayo Vallecano, no último sábado, atingiu a marca dos 630 minutos sem sofrer gols e colocou o seu nome na história da Liga Espanhola.

Excelente forma

Nessas sete primeiras rodadas, Claudio Bravo desmontrou uma veloz adaptação ao sistema defensivo de Luis Enrique. No duelo contra o Rayo, o chileno voltou a se destacar com defesas importantes. Sua excelente forma foi um dos pontos fundamentais para que se convertesse no primeiro goleiro da história a ficar as sete primeiras rodadas da Liga sem sofrer gols. Mais um recorde entre os muitos outros que pertencem a um jogador do FC Barcelona.

Voltar ao início