fcb.portal.reset.password

Iniesta, no momento da assistência para o gol de Messi. FOTO: Miguel Ruiz - FCB

  • Neymar: 10 gols em 10 partidas. Estes são os números de Neymar Jr até o momento na atual temporada. O craque brasileiro está mostrando precisão nas finalizações e ao lado de Messi está deixando louco os zagueiros rivais. Contra o Ajax, voltou a marcar após outra assistência de Messi. Neymar tinha afirmado que queria marcar na Champions e também no clássico. O primeiro gol, ele já fez.

  • A pressão: Especialmente no primeiro tempo, o Barça pressionou tanto que o Ajax não conseguia sair do campo de defesa. Tanto Bartra e Piqué atrás, como os agressivos Rakitic e Mascherano no meio e também os três atacantes fizeram um excelente trabalho defensivo. Isso foi fundamental para abrir uma vantagem de 2 a 0 em 23 minutos e conseguir o controle da partida.

  • Iniesta: O meia do Barça completou 101 jogos na Liga dos Campeões contra o Ajax e voltou a ser o capitão da equipe. O camisa 8 culé foi o líder na construção das jogadas e conectou com maestria os passes aos jogadores do ataque. O melhor exemplo foi a assistência para Messi no segundo gol culé. No minuto 38, ficou próximo de marcar um gol memorável, mas Cillessen desviou a bola com a ponta dos dedos. Foi apladido de pé pelo Camp Nou ao ser substituído.

  • Ter Stegen: O goleiro recebeu o apoio da torcida culé desde o primeiro minuto da partida. Apesar de não ter muito trabalho além das bolas aéreas, teve que participar com os pés em muitas situações. Não comprometeu e foi preciso nos passes longos.

  • Substituições: A quatro dias do Clássico, Luis Enrique deu descanso para Messi, Neymar e Iniesta no segundo tempo. E voltou a colocar em campo Sandro, Munir e Rafinha. Os três jovens do Barça deram muito trabalho aos zagueiros do Ajax. Sandro inclusive marcou o terceiro do Barça, já nos acréscimos, após um bom passe de Rafinha.

Voltar ao início