fcb.portal.reset.password

Claudio Bravo e Jordi Alba durante a entrevista coletiva em Genebra / FOTO: MIGUEL RUIZ - FCB

O Barça de Luis Enrique aterrissou hoje às 12.30 horas (7.30 do horário de Brasília) em Genebra, onde joga hoje às 15 horas (horário de Brasília) seu terceiro amistoso de pré-temporada, contra o Napoli (clique aqui para ver a galeria de fotos da viagem). O elenco formado por 22 jogadores não conta com os quatro atletas que participaram das fases finais do Mundial do Brasil, nem com os contundidos Mathieu, Xavi e Patric. O presidente Josep Maria Bartomeu, o vice-presidente Jordi Mestre, os diretores Jordi Moix e Pau Vilanova e o diretor esportivo Andoni Zubizarreta se juntarão à equipe na Suíça.

Logo na chegada, Jordi Alba e Claudio Bravo participaram de entrevista coletiva no hotel de concentração do grupo, avaliando a pré-temporada. O goleiro chileno, que pode estrear hoje com a camisa do FC Barcelona, se mostrou tranquilo com relação à disputa acirrada pela meta, que além dele traz como aspirantes Ter Stegen e Jordi Masp. "Não acho que seja um jogo para indicar quem começará jogando", afirmou. "Nós nos preparamos para competir. Não é necessário dizer como serão os revezamentos durante estes jogos preparatórios. Estamos às ordens de Luis Enrique, que é quem decide. Nosso papel só pode ser dificultar a decisão dele'”.

Jordi Alba: "Estou convencido de que faremos muito"

Jordi Alba, por sua vez, lamentou pelo ano passado quando, segundo sua opinião, o time não esteve "no nível que se espera", mas demonstrou otimismo quanto à nova etapa. "Luis Enrique é a pessoa adequada para que este projeto funcione". Ainda de acordo com o lateral esquerdo, "o Barça tem a obrigação de ganhar títulos", e que o sucesso pode acontecer devido à "mentalidade ganhadora" do elenco. "Estou convencido de que, se todos colocam seu grãozinho de areia, faremos muito"".

Alba também opinou sobre a aposentadoria de Xavi na Seleção Espanhola. "Ele teve contribuição máxima nas conquistas da seleção. É uma má noticia, porque é um grande jogador, um dos melhores do mundo", elogiou, antes de celebrar a permanência do companheiro no Barça. "Estamos felizes da vida por continuar aprendendo com ele".


Voltar ao início