fcb.portal.reset.password

Frank de Boer, na temporada passada, no Camp Nou / FOTO: Miguel Ruiz - FCB

[[DES_1]]Não é nenhum segredo que FC Barcelona e Ajax compartilham a mesma maneira de ver o futebol. Um relação que começou nos anos 70, quando Johan Cruyff aterrizou em Barcelona procedente de Amsterdã para jogar no Camp Nou, graças ao técnico Rinus Michels.

Mas foi no final do anos 80 que a relação entre ambos os clubes ficou mais intensa. Nessa época, mais precisamente na temporada 1988/89, o presidente culé Josep Lluís Núñez decidiu contratar Cruyff como técnico do Barça. No papel de líder do clube, Cruyff implementou os pilares de um estilo de jogo baseado no 'futebol total' holandês. Desde então, Barça e Ajax compartilham uma mesma filosofia de futebol, apesar de terem escolhido caminhos distintos durante os últimos anos. 

Com Cruyff no comando técnico, o primeiro a chegar do Ajax foi Richard Witschge, em 1991 e permaneceu duas temporadas no Camp Nou. O lendário zagueiro Ronald Koeman também de aposentou no Ajax, mas após anos de glória no Barça, culminados com o golaço de falta contra a Sampdoria na final da Champions de Wembley, em 1992, que valeu o primeiro título da Liga dos Campeões ao FC Barcelona. Um dos titulares culés nessa partida foi Michael Laudrup, que também decidiu encerrar sua carreira no clube mais famoso da Holanda.

O 'boom' dos anos 90

A chegada de Louis Van Gaal ao cargo de técnico do Barça em 1997 intensificou ainda mais a relação entre ambas as equipes. Dois anos antes, Van Gaal tinha sido o responsável por construir um Ajax bicampeão europeu e no FC Barcelona construiu as bases de uma nova equipe campeã utilizando jogadores do time holandês. Com isso, contratou Michael Reiziger e Wiston Bogarde. Logo depois, trouxe Patrick Kluivert e os irmãos De Boer. Com eles ganhou duas Ligas Espanholas (1997-98 y 1998-99) antes de ser demitido em 2000.

Com Lorenzo Serra Ferrer - sucessor de Van Gaal - chegaram dois jogadores que tinham feito parte daquele Ajax de 1995: o ponta Marc Overmars e o finlandês Jari Litmanen. O Barça não ganhou nenhum título e logo chegou Frank Rijkaard ao cargo de treinador do Barça, o que marcou uma grande mudança na história recente do clube. O ex-jogador do Ajax e peça fundamental no Milan de Arrigo Sacchi dos finais dos anos 80, com a ajuda do mágico Ronaldinho Gaúcho, montou uma equipe campeã. Um dos destaques na sua chegada foi Edgar Davids, um dos craques do Ajax dos anos 90 e companheiro de Rijkaard na sua etapa como jogador da equipe holandesa. 

No verão de 2009, com Pep Guardiola no banco de reservas culé, dois dos três reforços daquela temporada tinham um passado na Amsterdã Arena: Maxwell e Ibrahimovic. O brasileiro permaneceu duas temporadas e meia na equipe culé. Já o sueco ficou apenas um ano e logo regressou ao Milan. Depois disso, o Barça só voltou a contar com jogadores que atuaram pelo Ajax na atual temporada. São eles: Luis Suárez e Thomas Vermaelen

O caminho inverso

O Barça também tem alguns exemplos que fizeram o caminho inverso aos dos que vieram da Holanda para a capital da Catalunha. Fora os nomes mencionados anteriormente (Witschge, Koeman y Laudrup), o clube catalão também 'exportou' para o Ajax alguns jogadores como Roger García, Gabri GarcíaOleguer Presas, Isaac Cuenca e Bojan Krkic.

Outros casos

Durante a sua etapa como treinador, Frank Rikjaard teve como auxiliares-técnicos Henk Ten Cate e Johan NeeskensTen Cate chegou a treinar o Ajax pouco tempo depois de sair do Barça. Já Neeskens tinha sido jogador de ambas as equipes ao longo dos anos 70.

Voltar ao início