fcb.portal.reset.password
Messi, contra Bélgica.

Messi, contra a Bélgica. FOTO: fifa.com

Após 24 anos, a Argentina disputará novamente uma semifinal de Copa do Mundo. Tendo os jogadores do FC Barcelona Leo Messi e Javier Mascherano como titulares outra vez, a alviceleste derrotou a Bélgica com um golaço de Gonzalo Higuaín e a boa atuação do sistema defensivo, que possibilitou o controle do jogo.

O gol da vitória saiu logo aos 8 minutos, quando Higuaín bateu de primeira, de fora da área, concluindo jogada iniciada por Messi. Courtois não pôde fazer nada.

A partir de então, a equipe de Alejandro Sabella deu as cartas do jogo, levando perigo à meta adversária em contragolpes com Messi, Higuaín, e Di María, que acabou se contundindo e foi substituído por Enzo Pérez. Aos 40 minutos, Messi quase marcou o segundo em cobrança de falta. Logo a seguir, Mirallas teve a melhor oportunidade belga do primeiro tempo.

Os argentinos continuaram seu predomínio no início da etapa complementar e estiveram muito perto de ampliar o marcador em nova boa jogada de Higuaín, que driblou zagueiro e chutou no travessão aos 10 minutos. O técnico belga Marc Wilmots tentou responder com duas alterações ofensivas, incluindo a entrada do perigoso Lukaku. A Bélgica passou a ter mais chances, em lances de Van Buiten, Fellaini e do próprio Lukaku, mas quase tomou o segundo gol em tentativa de Messi cara a cara defendida por Courtois.

Na semifinal, que ocorre na quarta-feira às 17 horas na Arena Corinthians, em São Paulo, a Argentina enfrentará o vencedor de Holanda e Costa Rica, que disputam o último jogo de quartas de final neste sábado às 17 horas na Fonte Nova, em Salvador

FICHA

ARGENTINA, 1
BÉLGICA, 0

Argentina: Romero; Basanta, Garay, Demichelis, Zabaleta; Biglia, Mascherano, Di María (Pérez, min 32), Lavezzi (Palacio, min 70); Messi e Higuaín (Gago, min 81).

Bélgica: Alderweireld, Van Buyten, Kompany, Vertonghen; Witsel, De Bruyne, Fellaini, Mirallas (Mertens, min 59), Hazard (Chadli, min 75) e Origi (Lukaku, min 59).

Gol: 1-0 Higuaín (min 8)

 

Voltar ao início