fcb.portal.reset.password

Mascherano trava chute de Robben. FOTO: fifa.com

A Argentina se classificou na quarta-feira para a final da Copa do Mundo do Brasil. A alviceleste empatou em 0 a 0 com a Holanda no tempo normal e na prorrogação e venceu a disputa de pênaltis por 4 a 2. Javier Mascherano foi um dos destaques da partida, sendo fundamental tanto dentro quanto fora de campo.

Como sempre fez por sua seleção, o jogador culé atuou como volante cabeça de área, controlando a saída de bola e detendo as investidas do adversário. O ‘Jefecito’ também protagonizou um dos lances da partida, impedindo um disparou provavelmente fatal de Robben na cara do gol no último minuto. Muitos lembraram de jogada semelhante dele, ocorrida contra o Arsenal pela Champions 2010/11, quando parou chute de Bendtner.

A importância de Javier Mascherano para a equipe de Alejandro Sabella, porém, vai além de sua eficiência dentro das quatro linhas. Nas semifinais ele demonstrou novamente sua capacidade de liderança, pedindo a palavra durante as conversas prévias à prorrogação e aos pênaltis e profetizando ao goleiro Romero: "hoje você se transforma em herói".

Indiscutivelmente, o jogador do Barça se converteu em uma das figuras deste Mundial. É o atleta com maior percentual de passes certos (86,6%), participou de todos os minutos disputados pela Argentina até o momento (600) e realizou 42 desarmes (7 por partida).

A imprensa de seu país rendeu homenagens a Mascherano em sua principais manchetes. Abaixo, a capa do diário El Tribuno:

Voltar ao início