fcb.portal.reset.password
Suárez, Neymar Jr. e Leo Messi na famosa foto do gol contra o Atlético de Madrid

Suárez, Neymar Jr. e Leo Messi na famosa foto do gol contra o Atlético de Madrid /Albert Gea (Reuters)

Camp Nou. 11 de janeiro de 2015. Minuto 86 do duelo contra o Atlético de Madrid, na Liga Espanhola. Luis Suárez recebe um passe longo no lado esquerdo e cruza para Leo Messi. O argentino domina e tabela com Rakitic ao mesmo tempo que Neymar Jr. arrasta um zagueiro com ele. Messi escorrega e cai na marca do pênalti, mas um rebote favorável faz com que se levante rápido para marcar o gol da tranquilidade para sua equipe. 

Enquanto o estádio seguia enlouquecido pelo gol, o terceiro do Barça no jogo, Neymar Jr. se aproximou a Messi para abraçá-lo e, juntos, foram buscar Luis Suárez para participar da comemoração. O momento glorioso dos três craques cul-americanos aparece nitidamente na lente da Canon de Albert Gea, que imortalizou a cena posicionado na lateral do campo. Uma imagem que estará na história visual do clube para toda a eternidade.

O FOTÓGRAFO

Albert Gea (Barcelona, 1977) é um fotógrafo da agência Reuters. Cobre os jogos do Camp Nou há 14 anos, ao lado do seu professor Gustau Nacarino, um profissional de grande prestígio na área. A curiosidade da foto é que normalmente quando o Barça ataca para o Gol Norte do seu estádio, Gea nunca se posiciona na lateral do campo. Nesse dia, ele estava ali, no lugar certo, no momento certo.

Um profissional equipado

Quando está no Camp Nou, Gea trabalha com três câmeras e distintas lentes. A que ele usou para captar a foto símbolo do tridente era uma Canon EOS 1 DX, que nessa noite tinha incorporada um lente 70-200/2.8 Série L. 

"Trabalhamos normalmente com uma 400. mas eu lembro que nesse momento, enquanto Suárez iniciava o contra-ataque eu vi que seria uma jogada de área e mudei para um lente mais curta. Foi um acerto. Isso porque após o gol de Messi, Neymar abraçou os dois e os levou na direção da Tribuna e onde eu estava posicionado. Comecei a tirar fotos em sequência, umas nove por segundo e pouco depois mudei para um grande angular", explicou Gea na redação da Revista Barça. 

O fotógrafo lembra cada detalhe do momento. "Tive sorte porque mudei de lente por instinto antes que o restante dos companheiros. Mudei para uma mais curta e por isso os três jogadores ficaram perfeitamente enquadrados na imagem. Outros usaram lentes mais longas e obtiveram imagens fechadas muito boas, mas não da cena completa. O segredo foi a lente e a minha posição no campo", comentou.

SENSAÇÃO MUNDIAL

Albert Gea explicou o que aconteceu após o registro das imagens do tridente. "Não haviam muitas fotos dos três até aquele momento. Tirei o cartão da câmera, coloquei no meu computador e comecei a olhar as imagens. Apareceram umas 40. Escolhi as melhores em diferentes versões: de corpo inteiro, da cintura para cima, olhei as três cabeças, comprovei os sorrisos....e comecei a enviar para a agência. Viraram uma sensação mundial e ao dia seguinte estavam nos melhores jornais do mundo", afirmou Gea no Departamento de Comunicação do Clube, onde tem uma versão gigante dessa imagem. 

Momentos mágicos

A história do Barça tem outras fotos históricas, que se converteram em símbolos culés. O peixinho de Evaristo, o salto de Cruyff, a falta de Koeman, a bicicleta de Rivaldo...mas foi a primeira vez que o clube imortalizou uma foto com três atletas na imagem. 

Voltar ao início