fcb.portal.reset.password

Decepção de Mascherano e Messi. FOTO: fifa.com

A Copa do Mundo da FIFA 2014 fechou com uma emocionante final entre Alemanha e Argentina. Veja agora um resumo do Mundial sob uma perspectiva culé, através de fatos marcantes da competição.  

Argentina finalista 
A seleção argentina, com os culés Messi e Mascherano chegou pela primeira vez a uma final desde 1990. Mas como naquela ocasião, a Alemanha foi o carrasco. Um gol de Götze no minuto 113 tirou a glória das mãos dos argentinos no Mundial do Brasil.



Messi MVP 
Leo Messi foi eleito o melhor jogador da Copa. Depois de Romário em 1994, é o segundo jogador eleito MVP de um Mundial durante a sua etapa como jogador do FC Barcelona. O camisa 10 do Barça marcou quatro gols e foi eleito o melhor jogador da partida em quatro ocasiões. 


Mascherano entre os melhores 'passadores'  
Javier Mascherano foi um dos protagonistas do Mundial. O 'Jefecito' foi o terceiro melhor realizador de passes do torneio (85,6% de acerto) e deu equilíbrio à sua equipe (sete bolas recuperadas por partida). Um líder dentro e fora de campo, símbolo da entrega argentina. 



Lesão de Neymar
O Mundial terminou para Neymar nos últimos minutos da vitória sobre a Colômbia nas quartas-de-final. Ele sofreu uma ruptura na terceira vértebra lombar esquerda. A lesão do atacante do Barça causou uma grande tristeza na Seleção Brasileira e em todo o mundo do futebol.


Lágrimas brasileiras nas semis 
Sem Neymar e com Dani Alves no banco de reservas, o Brasil sofreu a maior derrota da sua história. Os anfitriões caíram na semifinal com um histórico 1-7 diante da Alemanha. Na disputa do terceiro e quarto lugar, a equipe do técnico Luis Felipe Scolari voltou a cair diante da Holanda (3-0).


Três contratações e duas vendas 
O Barça começou o torneio com 13 representante na Copa do Mundo da FIFA e terminou com 1. No último mês, o clube contratou Rakitic, Bravo e Luis Suárez. Além disso, vendeu Cesc Fàbregas e Alexis Sánchez.


12 gols com as cores azul-grená 
Dos 173 gols marcados no Mundial, 12 tinham sotaque culé. Neymar e Messi foram responsáveis por oito deles (quatro cada um). E Luis Suárez e Alexis marcaram dois gols cada. 


Eliminação precoce da Espanha 
Umas das grandes surpresas da competição foi a eliminação da Espanha ainda na primeira fase. Com uma ampla representação do FC Barcelona, a até então campeã do mundo disse adeus ao torneio após perder da Holanda (1-5) e Chile (0-2).


Punição a Luis Suárez 
Outro dos fatos mais impactantes do Mundial 2014 foi a punição sofrida pelo atacante Luis Suárez após a última partida da primeira fase da competição. Desse modo, ele foi impedido de participar nas oitavas-de-final. Antes, Suárez tinha sido o herói da vitória dos sul-americanos contra Inglaterra. 


As defesas de Bravo 
Foi um torneio com atuações brilhantes de muitos goleiros. Um deles, indiscutivelmente, foi o chileno Claudio Bravo. O novo goleiro do Barça contribuiu para que o Chile conseguisse a segunda posição de um grupo difícil e e um bom papel no duelo contra o Brasil. 

Voltar ao início