fcb.portal.reset.password

Claudio Bravo, durante a entrevista / FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB

Poucos minutos depois de concluir sua coletiva de apresentação, Claudio Bravo concedia sua primeira entrevista exclusiva como jogador do FC Barcelona, para a Barça TV e o fcbarcelona.cat. A seguir, as dez repostas mais interessantes do goleiro chileno.

1) "A notícia de minha contratação pelo Barça desatou uma loucura no Chile. Os chilenos se enchem de orgulho ao ver dois compatriotas no melhor time do mundo. As pessoas querem muito nos ver em ação logo mais".

2) "Meus oito anos na Real Sociedad significaram muito. Cheguei como um desconhecido, com vontade de fazer um nome e entrar para a história do clube. Queria que deixassem de falar um pouco do Arconada e que falassem de Bravo, e acho que consegui algo. Me despeço com a melhor sensação possível".

3) "A situação agora é parecida: vir a um novo lugar e começar do zero, sem vantagens. Quando cheguei, era uma aposta, e passei a primeira temporada sem jogar nem um minuto. Agora tenho que lutar na mesma maneira".

4) "Estou há pouco tempo em Barcelona, mas as pessoas já me mostraram seu apreço. Tudo fica maior aqui. Nunca havia saído na rua rodeado por quatro seguranças, não acontece isso em San Sebastián. De todas as formas, isso é algo para se agradecer, e que quero transformar em uma motivação a mais".

5) "A primeira notícia sobre o Barça chegou a mim quando ainda estávamos pensando no Mundial e a Liga estava em andamento. Jogaríamos contra o Athletic Club, acho. E no dia seguinte me ligam dizendo que havia a possibilidade de ser contratado pelo Barça. Não o considerei uma surpresa, e sim como uma possibilidade certa, concreta, como um desafio enorme pela frente".

6) "Quando eu era pequeno, jogava de atacante, mas vi que não teria muita chance. Não gostava muito da posição, que me deixava cansado e não me trazia muita responsabilidade, e nem de vestir a mesma roupa que todos os outros. Internamente, eu precisava de outra coisa. Me divertia muito mais jogar de goleiro".

7) "Não lembro a data do gol de falta que marquei. Era em jogo contra o Nàstic e precisávamos ganhar. Foi uma loucura de minha parte e da parte do técnico fazer uma jogada assim. E o fato é que a Real nunca mais voltou a marcar um gol de falta ".

8) "Aqui estou muito tranquilo, mas quando você veste o disfarce de jogador, sua personalidade e a forma de ver as coisas mudam. Sou uma pessoa com muito caráter e trato de ser um líder dentro do vestiário. Trato de contribuir o máximo que posso, tanto jogando quanto dentro do vestiário".

9) "Luis Enrique me deixou uma impressão muito boa à frente do Celta. Sofremos muito com a Real contra o Celta no estádio Anoeta, em San Sebastián, e também em Vigo. Eles jogam de uma forma exuberante e ofensiva. Lembro que jogaram com um a menos e nos atacaram durante o jogo todo".

10) "O Camp Nou impressiona muito. Joguei aqui como visitante. Impressiona pela grandeza, pela torcida, pelo time. Agora é mina vez de estar do lado de cá e tentaremos impressionar os rivais ".

Voltar ao início