Martino, contra o Milan. FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB.

Com a classificação assegurada às oitavas-de-fina da Liga dos Campeões, o técnico Tata Martino compareceu na coletiva posterior ao triunfo diante do Milan satisfeito: "Estamos contentes, alcançamos um objetivo importante", afirmou. "A classificação era o que buscávamos e melhor ainda com antecedência. Agora temos mais tranquilidade para pensar no que vem pela frente", completou. Entretanto, indicava: "Resta a obrigação de ser primeiros do grupo, principalmente para melhorar a auto-estima"

Duas caras

Contra o Milan, Martino reconheceu que a sua equipe teve duas caras, uma em cada parte. "Tivemos dois times distintos. O primeiro com mais controle e o segundo de ataque e defesa. De qualquer modo, fomos nós que criamos as ocasiões mais claras". E acrescentou: "Aprovo as duas maneiras. Atacar com três pontas te obriga a provar uma saída direta".

Às vezes pecamos dando chance ao rival quando estamos marcando a diferença

Mesmo assim, o técnico argentino indicou alguns aspectos que devem ser melhorados. "Às vezes pecamos dando chance ao rival quando nós estamos marcando a diferença. Temos que ser mais contundentes na hora de roubar a bola do adversário". Ao mesmo tempo, vê claro que o Barça pode seguir crescendo: "Sempre podemos melhorar. Adoraria que a equipe só recebesse boas críticas. Mas isso não acontece e por isso estamos trabalhando todos os dias".

Nomes próprios

Por outro lado, Tata Martino analisou a atuação individual de alguns dos seus jogadores. Sobre Messi, comentou: "Sempre é decisivo nesse tipo de situação. Jogou uma excelente partida, com vontade". De Sergio Busquets, o outro goleador da noite, declarou: "É só revisar o que ele fez na época de Guardiola, de Tito Vilanova e durante esse ciclo vitorioso da Seleção Espanhola".

Finalmente, explicou a decisão de descartar o capitão Carles Puyol. "Deve seguir treinando para atingir sua melhor forma para os jogos de altíssimo nível".