fcb.portal.reset.password
Martino, durante uma coletiva na Cidade Esportiva

Gerardo 'Tata' Martino / FOTO: MIGUEL RUIZ - FCB

O Atlético de Madrid vs FC Barcelona deste sábado é a última partida do primeiro turno da atual Liga Espanhola. Possivelmente por isso, Tata Martino quis diminuir a importância do duelo no estádio Vicente Calderón. "Faltará todo o segundo turno e não creio que essa partida seja decisiva para o desfecho da Liga, mas terá algum impacto no futuro imediato de ambas as equipes tanto na Champions como na Copa. É uma partida importante no aspecto anímico". 

O técnico do Barça considera que a situação das duas equipes é similar e não poupou elogios ao rival. "O Atlético de Madrid é uma equipe forte, um dos times mais sérios e sólidos da Europa. Tudo isso leva a pensar que veremos uma grande partida", afirmou. "Nós estamos melhores agora, individualmente e coletivamente, que há cinco meses, quando disputamos a final da Supercopa. O Atlético manteve um grande nível desde então". 

Estamos em boa fase mas eu quero pensar que ainda estamos longe do nosso melhor nível

Martino adiantou que a equipe vai procurar manter o nível mostrado nos últimos compromissos, com uma circulação de bola rápida e evitando os escanteios e faltas próximas da área que ofereçam vantagem ao potente jogo aéreo do Atlético. "Temos que ser mais eficientes no ataque do que na Supercopa. Estamos em boa fase mas eu quero pensar que ainda estamos longe do nosso melhor nível e que podemos melhorar ainda mais o nosso rendimento nos próximos cinco meses", explicou.

Não podemos esquecer que Messi esteve 60 dias sem jogar e que só atuou 30 minutos

Com relação a presença de Messi no time titular, Tata Martino declarou: "Todo mundo viu que Messi está bem. Entretanto, vem de um longo período de inatividade e avaliaremos se pode completar uma partida com essa exigência. Não podemos esquecer que ele ficou 60 dias sem jogar e que até agora só atuou 30 minutos".

Martino convocou um total de 22 jogadores para Madrid, entre eles, os brasileiros Alves e Neymar, que realizaram os últimos treinos e regressam à equipe. Sobre a presença de Afellay (sem alta médica) comentou: "Acho oportuno que todos os jogadores que treinaram normalmente venham à Madrid".


Voltar ao início