fcb.portal.reset.password

Messi celebra o golaço no Anoeta / FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB

O FC Barcelona estará na grande decisão da Copa do Rei 2013/14. A equipe de Tata Martino assegurou um empate contra a Real Sociedad (1-1) nesta quarta-feira, no estádio Anoeta, em San Sebastián e confirmou a sua presença na final da mais tradicional competição do futebol espanhol. Será a quarta do clube azul-grená nos últimos seis anos.

Messi abriu o placar com um gol marca da casa e Griezmann empatou nos minutos finais do duelo. Apesar da igualdade no placar, o resultado não refletiu o que foi a partida. O Barça realizou uma das suas melhores apresentações na era Martino e só não venceu com certa facilidade por culpa de um inspirado Zubikarai, que fechou o gol da Real Sociedad com uma grande atuação.

Um 1º tempo sublime

Apesar da vantagem obtida no jogo de ida, no Camp Nou (2-0), o FC Barcelona iniciou o duelo de forma intensa e extremamente concentrado. Tata Martino já tinha dito que a sua equipe jogaria como se a eliminatória estivesse 0 a 0 e os jogadores seguiram as suas recomendações ao pé da letra. Com isso, o Barça realizou um primeiro tempo onde a sua posse de bola não baixou dos 75%.

O Barça voltou a mostrar a sua melhor versão, tocou como sempre, dominou a partida, buscou o gol e botou os donos da casa para correr atrás da bola. Apesar de sofrer alguns sustos com os ataques de Carlos Vela e Griezmann, o Barça saiu do estádio Anoeta com a certeza de ter feito uma das melhores apresentações da atual temporada.

Messi abre o caminho

O técnico Tata Martino também alertou com antecedência que o Barça não poderia dar chances ao rival. Apesar da sensação de perigo que traziam os contra-ataques da equipe basca, a concentração dos jogadores culés era tanta que a solução para qualquer problema aparecia de forma rápida e eficiente, principalmente com Daniel Alves, Mascherano e Piqué.

Para melhorar, o craque de sempre decidiu abrir o caminho para a final com outro gol marca da casa. O zagueiro rival tentou cortar um ataque e a bola caiu nos pés de Leo Messi no meio de campo. Ele arrancou com velocidade até a entrada da área rival e soltou a bomba entre três zagueiros. O goleiro Zubikarai chegou a tocar na bola, mas ela entrou de mansinho. Festa culé em San Sebastián.

Sem baixar o ritmo

O Barça voltou para o 2º tempo com a cômoda vantagem de 3 a 0 no placar geral da eliminatória. Apesar disso, seguiu fiel ao seu estilo ofensivo e não deu descanso para a defesa rival. No minuto 55, o goleiro Zubikarai realizou dois milagres seguidos. Primeiro, num chute cruzado de Leo Messi. Segundo, num disparo frontal de Cesc à queima-roupa após o rebote. Por outro lado, o Barça abria a sua guarda sem necessidade para a equipe local, que quase empatou em dois lances do atacante francês Griezmann.

A reputação vale mais do que tudo também no futebol. Por isso, a equipe culé tocou a bola como melhor sabe até o final e só não marcou mais porque Zubikarai não deixou. E como o futebol é caprichoso, foi a Real Sociedade que balançou as redes nos minutos finais. Griezmann finalizou de primeira um excelente cruzamento da esquerda e deixou tudo igual.

Tira-teima com o eterno rival

O empate serviu com sobras para o Barça chegar à sua quarta final da Copa do Rei nos últimos seis anos. A decisão do próximo dia 19 de abril (ainda sem local definido) será contra nada menos que o Real Madrid - a sétima entre os eternos rivais na competição mais tradicional da Espanha. Cada equipe possui três vitórias e a final desse será o grande desempate entre os dois gigantes do futebol mundial. A emoção está assegurada.


Voltar ao início