fcb.portal.reset.password
Carles Puyol controla a bola com o pé-direito, sendo observado por um jogador do Ajax. / FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB

Puyol, durante a partida contra o Ajax. / FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB

O capitão Carles Puyol explicou que um dos principais motivos para a derrota desta terça-feira foi o início arrasador dos holandeses na partida. “Eles sairam com mais intensidade no primeiro tempo, principalmente nos primeiros 25 minutos. Se queremos vencer na Europa não podemos iniciar um jogo dessa maneira”, disse.

O zagueiro culé destacou: “A idéia é ter o controle da posse de bola, mas quando o rival também sabe jogar e morde, isso é o que acontece. Se você não tem suficiente intensidade, te atropelam”. Puyol reconheceu que no intervalo todos eram conscientes de que “algo tinha que mudar e que restavam 45 minutos para reverter aquela situação, sem afobação”. E também acrescentou: “Com o penalti e a expulsão, o Ajax se fechou atrás e não conseguimos superar o bloqueio. De todos os jogos temos que aprender e, se queremos ganhar títulos, temos que melhorar”.

Piqué: “Foi nosso pior primeiro tempo”

O zagueiro Gerard Piqué foi outro jogador bastante crítico com a atuação da equipe no Amsterdam Arena. “Foi o nosso pior primeiro tempo na temporada. Jogamos muito mal e faltou garra. Apesar de melhorar um poco na segunda parte, não criamos ocasiões suficientes para chegar ao empate. Não há desculpas, devemos refletir sobre a partida”, afirmou. “Podem te marcar um gol ou dominar a partida durante alguns períodos, mas não pode acontecer o que vimos na etapa inicial. Esta não é a imagem do FC Barcelona”, concluiu.

Xavi: "Espero que não afete"

O meia Xavi Hernández se mostrou um pouco preocupado com relação ao futuro após o primeiro tropeço na atual temporada. "Espero que não afete o elenco. Foi a primeira derrota e pode ser que não pese tanto. Na Champions, os rivais não perdoam e comprovamos isso no primeiro tempo". 

Voltar ao início