Neymar Jr, durant el partit a Celtic Park / FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB

Sem Messi, lesionado, era a hora de Neymar. Ao menos era o que dizia a imprensa catalã nas suas manchetes da terça-feira. E o brasileiro respondeu como fazem os craques de verdade: com uma atuação sensacional. A exemplo do que havia ocorrido contra a Real Sociedad pela Liga Espanhola, Neymar voltou a brilhar com a camisa azul-grená, desta vez na Champions League. Celtic Park foi testemunha disso. 

A partida do brasileiro se resume com três palavras: implicação, atrevimento e desborde. Pediu a bola, encarou os rivais e levou vantagem na maioria dos lances. Provocou a expulsão de Brown, superado pela velocidade do camisa '11' do Barça no minuto 57 da partida. 

13 dribles provados

Posicionado no lado esquerdo do campo, seu habitat preferido, Neymar foi a principal referência ofensiva em Glasgow. Participou de um total de 105 lances, o mesmo número da partida contra o Sevilha e o seu recorde como culé. Os 56 passes corretos - dos 70 que tentou - também supõe uma nova marca nos seus registros. Também teve 13 tentativas de dribles. Em oito delas, o brasileiro superou o rival. 

Tão finalizador quanto o Celtic

O atrevimento de Neymar também causou que ele perdesse a bola 14 vezes, um mal menos se levamos em conta tudo o que ofereceu o jogador à equipe. Foi dele o passe para Alexis que originou a assistência do chileno para o gol de Cesc. Também foi o jogador azul-grená que mais faltas recebeu na partida (4) e o que mais finalizou (5). De fato, chutou o mesmo número de vezes que toda a equipe escocesa. 

Sua terceira partida completa

Todos os olhares estão voltados à Neymar neste início de temporada. Entretanto, Tata Martino teve paciência com ele. O duelo de Celtic Park foi apenas o terceiro jogo que o brasileiro atuou os 90 minutos com a camisa culé. Algo que só tinha ocorrido na partida de volta da Supercopa da Espanha contra o Atlético de Madrid (0-0) e no duelo da Liga Espanhola contra o Sevilha (3-2). Por outro lado, em nenhum deles tinha tido uma importância tão grande como na Escócia. Neymar segue crescendo....