fcb.portal.reset.password
Messi, no clássico contra o Madrid em 2007.

Messi, no clássico contra o Madrid em 2007. FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB.

399 jogos, 4 Bolas de Ouro e 3 Chuteiras de Ouro depois, é um bom momento para conferir as curiosidades proporcionadas pela incomparável carreira do astro argentino na última década. 

  • Ao atingir os 400 jogos oficiais com o Barça, Messi entrará no Top 10 dos jogadores com mais partidas oficiais pelo clube ao igualar José Ramón Alexanco, na 10ª posição.
  • Os outros jogadores com mais de 400 jogos com a camisa do Barça são: Xavi (701), Puyol (589), Migueli (549), Valdés (523), Iniesta (483), Rexach (447), Amor (421), Zubizarreta (410 ) e Segarra (402).
  • A estreia oficial do argentino no time principal do FC Barcelona foi no dia 16 de outubro de 2004, no derbi catalão contra o Espanyol. Entrou no lugar de Deco no minuto 82 da partida. Tenha 17 anos, 3 meses e 22 dias.
  • O primeiro gol de Messi foi contra o Albacete, no Camp Nou, numa partida correspondente a 34ª rodada da Liga Espanhola 2004/05.
  • O primeiro Hat-trick só aconteceu no dia 10 de março de 2007, mas foi justamente no clássico contra o Real Madrid, no Camp Nou (3-3).
  • Messi completou 200 jogos pelo Barça no dia 24 de março de 2010, contra o Osasuna, no Camp Nou (2-0).
  • Messi nunca foi expulso em toda a sua carreira profissional.
  • O craque argentino acumula 331 gols em 399 jogos. 
  • É o maior artilheiro da história do Barça em jogos oficias e está muito próximo de quebrar o recorde geral. Paulino Alcántara marcou 369 e Messi já soma 358 (entre jogos oficiais e amistosos).
  • A temporada que mais marcou gols pelo Barça foi a 2011/12, com um total de 73 gols em 60 jogos.
  • É o segundo maior artilheiro da história da Champions League, com 65 gols. O líder é o espanhol Raúl González, com 71. Apenas seis gols separam Messi do primeiro lugar nesse ranking. 
  • É o quinto maior goleador da história da Liga Espanhola, com 223 gols e está muito próximo dos líderes. Zarra (251), Hugo Sánchez (234), Raúl (228) e Di Stéfano (227) são os quatro melhores neste contexto.
Voltar ao início