Gerardo Martino, en la roda premsa prèvia al Clàssic. FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB.

Na entrevista coletiva prévia ao seu primeiro Barça vs Real Madrid, Gerardo Martino assegurou que o clássico lhe provoca uma grande expectativa e a preocupação de fazer uma boa apresentação para vencer a partida. Segundo o técnico culé, "para ter alguma opção de ganhar, o Barça deve jogar bem". Também deixou claro o que os seus jogadores devem fazer. "Evitar perder a bola durante a criação das jogadas", comentou, preocupado com os contra-ataques letais dos merengues. 

Temos que finalizar as jogadas e, no caso de perder a bola, retroceder adequadamente

Tata Martino também fez questão de ressaltar: "Temos que finalizar as jogadas e, no caso de perder a posse de bola, retroceder de forma adequada". O técnico argentino é consciente da qualidade e dos perigos dos atacantes rivais, mas por outro lado espera um Barça atrevido: "Se você dá espaço para atacantes como Bale, Cristiano Ronaldo ou Di Maria, os riscos são grandes. Mas não podemos deixar de ser o Barça"

Não vê pioras no jogo do Barça

A equipe culé chega ao clássico como líder e num bom estado de forma. Os dois últimos empates, em Pamplona e Milão, não fizeram o técnico Tata Martino mudar a sua opinião: "Vejo que estamos bem. Não vencemos os dois útlimos jogos, mas penso que não pioramos a qualidade do nosso jogo.Tivemos muitas chances para ganhar esses últimos duelos. Esperamos jogar da mesma maneira, mas buscando ser mais eficientes nas finalizações". O treinador culé surpreendeu ao confessar que "já tinha a escalação definida antes do confronto contra o Milan".O clássico tem mais transcendência do ponto de vista anímico, mas não decidirá nada
Por outro lado, o técnico culé esquivou qualquer polêmica criada em clássicos anteriores. "A única coisa que me interessa é que o Barça jogue bem e vença a partida. Eu gosto de analisar o aspecto puramente futebolístico. Tata Martino também sabe que esse duelo tem um grande peso moral. "Ë transcedental do ponto de vista anímico, mas não decidirá nada"