fcb.portal.reset.password
Martino, com uma jaqueta impermeável para se proteger da chuva no Camp Nou.

Martino debaixo da chuva no duelo contra o Levante. FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB.

Apesar da vitória cômoda conquistada no jogo de ida das quartas-de-final da Copa do Rei (1-4), o FC Barcelona não se acomodou e voltou a golear o Levante na partida de volta no Camp Nou, desta vez por 5 a 1. Um feito que o técnico Tata Martino analisou da seguinte maneira: "Fiquei preocupado nos primeiros 15 minutos. Não pelo gol deles, mas porque tinha a impressão de que nos faltava intensidade. Mas os últimos 75 minutos foram intensos e estou contente". 

Segundo Martino, as três eliminatórias superadas pelo Barça na Copa do Rei tiveram as mesmas características. "Pareciam decididas após a primeira partida, mas atuamos no segundo jogo com respeito aos adversários, intensidade e vontade de jogar bem". Uma vez mais o treinador culé voltou a realizar rotações no time titular e os jogadores não decepcionaram. "Voltamos a repartir minutos entre os jogadores. Todos eles têm muita vontade de jogar", declarou. 

Agradecido ao torcedor culé

Tata Martino fez questão de agradecer a presença dos 25.551 torcedores que comparecera ao estádio Camp Nou numa noite de muito frio e chuva. "São 25 mil corajosos. Com a noite que fazia e o horário do jogo, só me resta agradecê-los". O técnico também explicou a substituição do meia Andrés Iniesta, que regressava de uma contusão no joelho e saiu no intervalo para a entrada de Pedro. "Falamos com Iniesta para que ele jogasse um pouco. Queríamos que somasse mais alguns minutos e que se sentisse bem. Combinamos que ele jogaria 45 minutos", revelou. 

O treinador culé também analisou o futuro do Barça na competição mais tradicional do futebol espanhol. "Se o rival nas semifinais for a Real Sociedad, teremos uma eliminatória muito dura". Entretanto, se mostrou ambicioso. "Faltam três jogos para ganhar um título. Não creio que chegar à final seja suficiente, temos que vencê-la". 


Voltar ao início