fcb.portal.reset.password
Fotomontagem entre Cruyff, Kubala e Messi.

Fotomontagem entre Cruyff, Kubala e Messi.

Três momentos marcantes se destacam nos duelos entre Barça e Granada, no Camp Nou: a maior goleada, uma estreia de sonho e um recorde antológico. E os protagonistas dessas histórias são três personagens ilustres da história do Barça, como você pode conferir na sequência. 

1960/61: A maior goleada com quatro de Kubala (8-2)

O Granada visitou o Camp Nou 19 vezes e nunca conseguiu somar pontos no estádio culé. Numa dessas partidas, em março de 1961, o Barça goleou o rival de forma impiedosa por 8 a 2, com direito a quatros gols do lendário Ladislao Kubala. Luis Suárez (2), Ribelles e Coll completaram a goleada. 


1973/74: A sonha estreia de Cruyff como jogador cule (4-0)

No dia 28 outubro de 1973, os torcedores do Barça puderam ver o astro Johan Cruyff vestir pela primeira vez a camisa culé. Foi quando a UEFA enviou a esperada autorização e o craque holandês marcou dois gols logo na estreia. Aquele Barça do técnico Rinus Michels acabaria ganhando a liga após 14 anos de jejum, com exibições como uma goleada por 5 a 0 sobre o Real Madrid, no estádio Santiago Bernabéu.


2011/12: Messi, maior goleador do Barça em jogos oficiais(5-3)

Há um ano e oito meses, Leo Messi se converteu no maior artilheiro da história do Barça em jogos oficiais. Com um Hat-trick (três gols) contra o Granada, alcançou a marca de 233 gols, superando um recorde de 50 anos que pertencia a César Rodríguez. Neste sábado, antes de outra partida contra o Granada, Messi oferecerá ao Camp Nou a sua terceira Chuteira de Ouro.

Voltar ao início