fcb.portal.reset.password

Alegria el dia del Clàssic. FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB.

Sexta-feira, 1 de novembro, 'Dia de todos os Santos'... e também de dérbi. O Barça vs Espanhol, válido pela 12ª rodada, será disputado numa data pouco comum, pois se trata de um dos feriados mais celebrados na Catalunha e no qual muita gente aproveita para viajar. De qualquer modo, será uma boa ocasião para o torcedor comparecer ao Camp Nou. A extraordinária série de bons resultados culés na Liga Espanhola é, por si só, um excelente convite. O Barça segue líder invicto na competição, com 10 vitórias e um empate. Os triunfos sobre o Real Madrid (2-1) e diante do Celta (0-3) reforçaram a confiança da equipe e da torcida azul-grená. 

A 'mão' de Tata Martino

Acertar a escalação do Barça se converteu num jogo praticamente impossível nos últimos compromissos. O técnico Tata Martino impôs a política das rotações inclusive aos jogadores mais importantes do elenco. Para o dérbi, o treinador argentino dará descanso ao lateral brasileiro Adriano, que sofreu uma sobrecarga muscular na partida diante do Celta. Outra baixas certas são as dos jogadores Jonathan dos Santos, Jordi Alba e Afellay, lesionados. Nesta sexta-feira, adivinhar a escalação do Barça será outra tarefa complicada. 

Caras conhecidas no Espanyol

O Espanyol se apresentará no Camp Nou com uma campanha regular. Após um bom início, vive um mal momento nos seis últimos jogos, onde só conquistou uma vitória. O técnico Javier Aguirre ainda não sabe se poderá contar com as presenças de Stuani, Sidnei e Javi López, todos com diferentes dores localizadas.

Por outro lado, David López estará disponível. Ele tinha visto o quinto cartão amarelo na última rodada, mas pelo fato do comitê ainda não ter se reunido para definir a punição, poderá jogar. Aguirre também poderá contar com os ex-jogadores culés Lanzarote, Víctor Sánchez, Sergio García, Simão e Abraham.

O Camp Nou é um estádio históricamente complicado para o RCD Espanyol. O rival culé desta sexta-feira só venceu uma vez nos últimos 31 anos. Nos dois últimos dérbis vividos no estádio culé, o Barça goleou pelo mesmo resultado: 4 a 0


Voltar ao início