Eufòria contra el Llevant. FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB.

Um começo espetacular. A primeira partida do Barça de Tata Martino na Liga Espanhola foi uma obra-prima. O FC Barcelona expôs com perfeição os conceitos futebolísticos que o técnico argentino tinha estabelecido nos seus primeiros dias: controle do domínio de bola, velocidade na circulação, pressão adiantada e verticalidade na recuperação. O Levante se viu superado no Camp Nou de uma forma tão intensa que ao final do primeiro tempo já perdia por 6 a 0, um recorde goleador na história do Barça, que nunca tinha marcado tantos gols em somente 45 minutos.

Um escândalo

Foi um monólogo do Barça difícil de ser igualar. A combinação entre espetáculo e efetividade no primeiro tempo foi perfeita. Do começo do jogo até o gol de Alexis (que abriu o placar) a equipe culé atuou exclusivamente no campo do Levante. No pouco tempo que o adversário durava com a bola nos pés, a pressão azul-grená na marcação era asfixiante. Já com a bola nos pés, o Barça encontrava muitos espaços e era uma avalanche ofensiva. No minuto 11, Messi aumentou o placar após a participação de Busquets, Fábregas e Pedro na jogada. 

Um Messi esforçado e um Cesc que era pura dinamite. Entre ambos iniciaram a jogada do terceiro gol, culminada pelo lateral Daniel Alves no minuto 23. Na sequência, foi a vez de Pedro aumentar o placar. O Barça não dava descanso ao rival através de uma intensidade única e uma atitude admirável dentro de campo. E dessa forma chegou o quinto, novamente com Messi, após converter um pênalti sofrido por Adriano. Ainda antes do intervalo, Xavi celebrava 15 anos da sua estreia pelo Barça marcando o sexto gol da equipe na partida. Um escândalo. 

Estreia de Neymar e gol de Pedro

O Barça reduziu o ritmo no segundo. Apesar disso, seguia criando ocasiões com extrema facilidade. Piqué, por exemplo, teve duas logo de cara. O Levante resistia com mais orgulho que disciplina. No minuto 61, coincidindo com uma chances de marcar de Adriano, entrava em cena o brasileiro Neymar, que tinha começado no banco de reservas. A ovação no Camp Nou para Neymar foi impressionante, igual a que recebeu Messi quando foi substituído por Iniesta no minuto 70. 

Apesar do esforço físico e do momento da temporada, os homens de Tata Martino não cessavam os ataques. O 7 a 0, entretanto, nasceu de um erro incompreensível do jogador Rodas, do Levante. Cesc se aproveitou de uma bola mal recuada pelo zagueiro rival e Pedro definiu o placar no minuto 72, com o goleiro Navas completamente batido.

Era o momento da 'Ola' e de euforia no Camp Nou. Sem buscar mais danos ao Levante, o Barça 'dormiu' a partida conservando a posse de bola. Só Neymar não respeitava a trégua estabelecida com arrancadas espetaculares e dando boas sensações na sua estreia. A temporada promete.