fcb.portal.reset.password
Puyol celebra o seu gol contra o Almería.

Puyol celebra o seu gol contra o Almería. FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB.

O FC Barcelona entrou no gramado do Camp Nou com a obrigação de vencer o Almería e oferecer uma boa imagem para a sua torcida. A necessidade dos três pontos ganhou uma dimensão ainda maior após o empate no clássico madrilenho, que deixava o líder Real Madrid com uma diferença de quatro pontos na tabela sobre o Barça.

Mas os jogadores culés souberam assimilar toda a pressão existente e golearam por 4 a 1 neste domingo de carnaval. 58.930 torcedores saborearam mais uma vitória e deram a impressão de ter aprovado o que viram. Os gols de Alexis, Messi, Puyol e Xavi voltaram a botar o Barça na luta pelo título da Liga e, de certa forma, devolvem a tranquilidade ao elenco do FC Barcelona.

Alexis abre o placar

A ordem era atacar. Os jogadores culés obedeceram o comando de Tata Martino à perfeição e protagonizaram um início arrasador. Dessa vez, o gol não demorou a sair. No minuto 8, Cesc pegou uma bola dentro da área e mandou a bomba. O goleiro Esteban defendeu, mas Alexis estava atento e aproveitou o rebote para abrir o placar. Foi o 16º gol do chileno na atual Liga e o 10º dele em 2014.

Golaço de Messi

A pressão inicial do FC Barcelona sufocava o Almería no seu campo de defesa e tudo indicava que o segundo gol era apenas uma questão de tempo. Dito e feito. No minuto 23, falta perigosa a favor do Barça na zona frontal da grande área. Leo Messi cobrou com perfeição no ângulo de Esteban e ampliou o placar com um outro golaço marca da casa. Foi o gol número 230 do craque argentino na Liga Espanhola e o 15º na atual temporada da competição.

Velhos fantasmas

Se existe algo que preocupa a defesa do FC Barcelona nesta e em outras temporadas são as jogadas aéreas. Contra o Almería, esse recurso ofensivo voltou a mostrar porque se converteu num fantasma para a equipe culé. No minuto 26, após um escanteio pela esquerda, Trujillo encontrou um espaço em plena entrada da pequena área para diminuir a diferença e devolver a desconfiança ao Camp Nou.

Domínio sem definição

A segunda etapa foi similar a primeira com relação ao domínio culé. A única diferença é que o Barça desta vez não encontrava o caminho do gol. Pressionava, mantinha o rival sob controle mas nada de definir a partida. Um filme antigo e ao mesmo rotineiro nesta temporada que conseguiu por alguns minutos irritar o torcedor azul-grená presente no Camp Nou.

Puyol e Xavi garantem a festa

O que aos poucos ia se transformando em irritação da torcida, acabou virando a maior festa. O domínio culé voltou a se transformar em gol no minuto 83. Messi mandou uma bola no travessão após um escanteio pela direita e o capitão Puyol aproveitou o rebote para marcar o terceiro do Barça. Cinco minutos depois, Xavi recebeu na entrada da área e mandou um belo chute colocado no canto esquerdo do goleiro Esteban. Fim de jogo no Camp Nou e festa nas arquibancadas após a goleada que deixa o Barça a apenas um ponto do primeiro lugar da tabela.


Voltar ao início