fcb.portal.reset.password
A equipe celebra o primeiro gol contra o Betis

A equipe celebra o primeiro gol contra o Betis / FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB

O FC Barcelona jogava duas partidas importantes neste sábado, no Camp Nou. Dentro de campo, tinha o Betis por diante, em jogo válido pela 32ª rodada da Liga Espanhola. Fora dele, os sócios votavam no Referendo para a aprovação (ou não) do projeto da atual diretoria sobre o Novo Espai Barça, uma decisão que terá uma influência direta no futuro da entidade.

Com relação ao Referendo, a resposta sairá nas próximas horas. Já sobre o duelo contra o Betis, vitória do Barça por 3 a 1 graças aos dois gols de pênalti marcado por Messi. Um resultado que mantém a equipe culé dependendo de si mesmo para chegar ao título da competição.

Alexis: O iluminado

Tata Martino decidiu sair com Alexis Sánchez no ataque titular diante do Betis, ‘lanterna’ do Campeonato Espanhol. A aposta deu certo, já que desde os minutos iniciais o jogador chileno infernizou a zaga rival com a uma grande movimentação pelo setor direito do campo. E foi assim que a equipe culé conseguiu abrir o placar.

Alexis recebeu na direita, invadiu a área e começou um festival de dribles sobre os rivais que não acabavam nunca. Só parou quando o zagueiro bético, Jordi, derrubou o chileno de forma clara dentro da área. Pênalti para o Barça, que Messi cobrou com perfeição, abriu o placar no Camp Nou e chegou ao seu 24º gol do argentino na Liga Espanhola.

O gol logo aos 14 minutos, a pressão culé que não cessava e a superioridade brutal na posse de bola deu a impressão que seria uma tarde tranquila. Mas o Barça não conseguia ampliar o marcador e o Betis começou a criar problemas, principalmente pela esquerda, com o veloz atacante Vadillo. Apesar da intensidade e movimentação de ambos os lados, o placar seguir inalterado e o Barça chegou ao intervalo com a vantagem mínima (1-0).

Messi garante a vitória culé

O segundo tempo ficou marcado pelo equilíbrio entre ambas as equipes. O Betis acertou a marcação e anulou toda a criatividade ofensiva que o Barça apresentou na etapa inicial. Além disso, a equipe alviverde criou coragem e aos poucos foi levando perigo ao gol de José Manuel Pinto. Apesar disso, as ocasiões não apareciam e a partida durante alguns minutos foi a simulação de um jogo de xadrez, com ambas as equipes cuidando ao máximo os seus movimentos.

Foi quando no minuto 66, o Barça ampliou da maneira mais inesperada. O lateral Adriano realizou um passe na entrada da área do Betis, o zagueiro Jordi tentou cortar e marcou contra. Barça 2 a 0. Muitos pensaram que seria o gol da tranquilidade. Ledo engano. Dois minutos depois, o Betis diminuiu através de Rubén Castro, aproveitando uma falha geral da defesa culé. A sensação de perigo voltou a incomodar o torcedor do Barça.

Um sentimento incômodo que chegou ao seu apogeu quando o Betis quase empatou a partida, mas que se esvaneceu na jogada seguinte. Neymar Jr – que tinha acabado de entrar – fez um cruzamento da direita e o zagueiro Amaya meteu a mão na bola. Novo pênalti para o Barça e mais um gol de Messi, que aproveitou o rebote do goleiro para ampliar o marcador e chegar ao 25º gol na Liga Espanhola. Agora, chega o momento do tudo ou nada contra o Atlético, na próxima quarta-feira, no estádio Vicente Calderón, pela Champions League.


Voltar ao início