fcb.portal.reset.password

Busquets se lamenta durante a partida / FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB

Alexis foi o autor do gol do FC Barcelona. / FOTO: MIGUEL RUIZ - FCB

O Camp Nou se vestiu de gala para a grande decisão. O torcedor do Barça criou um mosaico espetacular nas arquibancadas e cantou o hino do clube com todo o orgulho antes do início da partida. Mas a equipe de Tata Martino não fez a parte dela para que tudo saísse perfeito.

O Barça pressionou, lutou, mas ficou apenas num empate em 1 a 1 contra o Atlético, resultado que serviu para o elenco do técnico Diego Simeone conquistar a Liga Espanhola após 18 anos de jejum. O gol de Alexis acabou anulado pela cabeçada certeira de Godín que rendeu aos colchoneros o 10º título espanhol da sua história.

Golaço de Alexis

O equilíbrio marcou os primeiros minutos da etapa inicial. Apesar da vantagem do empate, o Atlético se mostrou valente e buscou as jogadas ofensivas. Surpreendido, o Barça chegou a inverter o papel com o rival e se estruturou no setor defensivo. Foi quando veio o primeiro golpe para os colchoneros. No minuto 16, Diego Costa voltou a sentir a lesão sofrida há algumas semanas e teve que ser substituído.

Seis minutos depois, foi a vez do meia Arda Turan cair no gramado e pedir pra sair. O Atlético se desfigurava e nesse momento o Barça já dominava a partida. Até que no minuto 33 chegou o lance mais esperado por todos os culés. Cesc levantou a bola na área, Messi escorou com o peito e Alexis mandou uma bomba no ângulo. Um golaço que deixava o Barça a 45 minutos do título.

Descuido fatal

O ritmo, a pressão e a vontade mostradas pelo FC Barcelona no primeiro tempo simplesmente desapareceram no início da etapa final. A equipe de Tata Martino voltou irreconhecível após o intervalo e o Atlético de Madrid se aproveitou da situação. Após mandar dois avisos para o goleiro Pinto, os colchoneros tiveram um escanteio pela direita no minuto 50.

Depois da cobrança, o zagueiro Godín subiu livre de marcação para cabecear para o fundo das redes de José Manuel Pinto e conseguir o empate sonhado pelo torcida colchonera. A partir daí a partida se descontrolou e os ataques se alternavam de ambos os lados. Nos minutos finais, o Barça foi para o tudo ou nada, acuou o Atlético no Camp de defesa, mas não conseguiu o gol que lhe daria o bicampeonato espanhol.

Triste final

O título da Liga Espanhola diante da sua torcida seria a maneira perfeita para o FC Barcelona amenizar uma temporada marcada por problemas fora de campo, despedidas de alguns ídolos e pelo falecimento de Tito Vilanova. Mas não teve jeito.

Foi o sexto confronto entre ambas as equipes na temporada sem nenhuma vitória culé. Desse modo, o Barça finaliza a campanha 2013/14 sem nenhum título importante - algo que não ocorria há muitos anos – e começará uma grande reformulação nos próximos dias para retomar o caminho das conquistas.

Voltar ao início