fcb.portal.reset.password
Claudio Bravo, diante de Villa em partida da temporada 2010/11 entre FC Barcelona e Real Societat

Claudio Bravo, diante de Villa em partida da temporada 2010/11 entre FC Barcelona e Real Societat / FOTO: MIGUEL RUIZ - FCB

• Seus primeiros passos como jogador foram no Colo-colo, de Santiago do Chile. Inicialmente atuava na defesa, mas ainda nas categorias de base pediu ao técnico para ser goleiro.

• Estreou na primeira divisão chilena em 2002, aos 19 anos.

• Em junho de 2006 se transferiu à Real Sociedad. O primeiro jogo, terminado em empate sem gols, ocorreu em 22 de outubro do mesmo ano contra o Mallorca. Sua última partida naquela temporada foi uma vitória por 2 a 0 sobre o Atlético de Madrid, no estádio Anoeta, em San Sebastián.

• Na temporada 2009, defendendo a Real Sociedad na Segunda Divisão, ganhou o prêmio Zamora, concedido ao goleiro menos vazado da Liga Espanhola.

• Em 14 de fevereiro de 2010, Bravo marcou seu primeiro gol, em cobrança de falta na entrada da área, no jogo entre Real Sociedad e Gimnàstic de Tarragona.

• Foi escolhido capitão da seleção do Chile em 2008, após a aposentadoria de Marcelo Salas.

• Em sua cidade natal, Buin, há uma rua que recebeu o nome de Claudio Bravo após seu retorno do Mundial da África do Sul, em 2010, com a seleção chilena.

• Foi o único jogador da seleção a participar de todos os jogos das eliminatórias da Copa de 2010, e titular nas quatro partidas disputadas pelo Chile naquela competição.

• Em 28 de novembro de 2010, em confronto contra o Sporting, Claudio Bravo cumpriu 100 jogos pela Real Sociedad, se unindo a outros estrangeiros emblemáticos como Darko Kovačević, Valeri Karpin e Meho Kodror.

• Em 10 de setembro de 2013, Bravo entrou para a história de sua seleção, superando Nelson Tapia em número de partidas (74), permanecendo em segundo lugar no ranking, atrás apenas de Leonel Sánchez (84).

 


Voltar ao início