fcb.portal.reset.password

Davids e Ronaldinho, num Villamarín inundado, em 2004. FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB.

Um show da geração do Miniestadi, jogos no exílio e outros supensos, o adeus de Guardiola e o recorde monstruoso de Messi. Tudo isso, nos duelos entre Betis e FC Barcelona ans últimas duas décadas. Confira:



1995/96: A melhor noite de uma geração (1-5)

O Betis vs Barça disputado no dia 7 de outubro de de 1995 possivelmente será o mais lembrado. A equipe culé, dirigida naquela ocasião por Johan Cruyff utilizou 11 jogadores das categorias de base. Muitos deles pertenciam a chamada 'Geração do Miniestadi", com o meia Ivan de Peña como a principal referência. O Barça massacrou o rival (1-5) com gols de Roger, Figo, Velamazán, CElades e De la Peña. 


2002/03: Superioridade bética no exílio (3-0)

Nessa temporada, a partida foi disputada na cidade de Huelva porque o estádio Benito Villamarín estava fechado. Apesar disso, essa mudança não interferiu no rendimento do Betis, que derrotou o Barça com um incostestável 3 a 0. Os gols foram marcados por Alfonso (de pênalti), Joaquín e Varela. A dinâmica ruim de resultados culés resultou na demissão do técnico holandês Louis Van Gaal. 




2003/04: Suspensão e polêmica (1-1)

A partida que seria disputada no dia 18 de março de 2004 em Sevilha teve que ser adiada devido ao aguaceiro que deixou o campo impraticável. O jogo seria disputado 20 dias mais tarde e acabou empatada em 1 a 1, numa noite sem sorte para o Barça e com muita polêmica. A trave impediu a vitória culé em diversas ocasiões e o goleiro Víctor Valdés acabou expulso. Desse modo, acabava a sequência de vitórias do Barça fora de casa. 


2011/12: O adeus de Pep Guardiola (2-2)

A última rodada da Liga para um Barça comandado por Pep Guardiola foi justamente uma partida entre Betis e Barça. O técnico mais vitorioso da história do clube se despediu com u empate em 2 a 2. O Betis tinha virado o placar após o gol inicial de Busquets, mas no último minuto, Keita empatou o duelo com um belo remate de cabeça. 


2012/13: ' Torpedo' Messi (1-2)

A última visita culé ao estádio Benito Villamarín terminou com uma vitória por 2 a 1 para a equipe liderada por Tito Vilanova. O protagonista indiscutível da partida foi o craque Leo Messi. O argentino era dúvida antes do jogo por culpa de umas dores no joelho, mas no final conseguiu jogar e ainda superou um recorde histórico, que já durava 40 anos. Com os dois gols que marcou contra o conjunto bético, Messi superou a marca de 85 num mesmo ano que pertencia ao alemão Gerd 'Torpedo' Müller. 

Voltar ao início