Neymar Jr saindo triste do gramado do San Mamés. / FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB

Neymar Jr, depois da derrota em Bilbao. / FOTO: MIGUEL RUIZ-FCB

Athletic Club e FC Barcelona fizeram a primeira partida oficial entre ambos no novo estádio San Mamés, em Bilbao, válido pela 15ª rodada da Liga Espanhola. Um duelo eletrizante entre dois dos clubes mais tradicionais do futebol espanhol, que acabou com uma vitória da equipe local por 1 a 0 graças a um gol de Muniain no segundo tempo.

Desse modo, o Barça completa uma semana para esquecer. Em apenas dois jogos conseguiu perder a invencibilidade tanto na Europa como na Liga Espanhola. Apesar disso, segue líder do Campeonato Espanhol, com 40 pontos em 15 rodadas, o mesmo número que o Atlético de Madrid, mas com um melhor saldo de gols. Já o Athletic de Bilbao, com a vitória, chegou aos 29 pontos e ocupa quarta posição do campeonato, ou seja, entrou na zona

Domínio sem eficiência

Com o terrível primeiro tempo do Amstedam Arena ainda na memória, o Barça desta vez tomou o cuidado de iniciar a partida concentrado e com a intensidade que lhe caracteriza. A equipe do técnico Tata Martino tinha um maior domínio de bola nos primeiros minutos e oferecia perigo principalmente através de Iniesta, principal responsável pela criação das jogadas culés na etapa inicial. Numa delas, ele mesmo tentou um gol por cobertura, quase sem ângulo, mas o goleiro Gorka Iraizoz conseguiu se recuperar a tempo de evitar o gol.

O Barça chegava a ter momentos com 70% de posse de bola. Apesar disso, durante o curto período que o Athletic subia ao ataque, o perigo era evidente. Numa delas, no minuto 29, Muniain recebeu sozinho a poucos metros do goleiro do goleiro do Barça, mas seu chute saiu fraco e Pinto fez a defesa sem problemas. A partida estava aberta e os ataques de ambos os lados, constantes. Mesmo assim, a primeira parte acabou sem gols.

Muniain não perdoa

O Barça começou a segundo tempo com o ímpeto renovado e teve uma ocasião clara logo no início. Neymar recebeu um passe dentro da área e, cara a cara com o goleiro Gorka Iraizoz, desperdiçou a oportunidade. Pouco depois, o próprio Neymar quase marcou cobrando falta. O clube azul-grená insistia, mas já não conseguia criar ocasiões claras para abrir o placar. O Athletic, com mais garra que organização, seguia buscando o seu momento contando com o apoio da torcida que fazia rugir o novo estádio San Mamés.

A oportunidade de ouro para o Athletic apareceu no minuto 69, outra vez com Muniain, que desta vez não perdoou. Ander Herrera roubou a bola na intermediária do Barça, abriu na ponta direita para Susaeta que cruzou para Muniain marcar o gol da vitória. Após isso, o Barça tentou mas não teve forças para conseguir o empate e perdeu a sua invencibilidade na Liga Espanhola.

Recorde como líder da Liga

Apesar da derrota, o FC Barcelona conseguiu igualar um recorde histórico na Liga Espanhola. A equipe azul-grená completou a sua 53º partida consecutiva como líder da principal competição do futebol espanhol, algo que só tinha conseguido o Real Madrid, em 1988.