fcb.portal.reset.password
Cesc e Neymar, com o olhar perdido após um dos gols do Ajax

Cesc e Neymar, após um dos gols do Ajax / FOTO: MIGUEL RUIZ - FCB

A primeira partida oficial entre Ajax e FC Barcelona no Amsterdam Arena acabou com uma vitória do clube holandês por 2 a 1. Foi o encontro de duas escolas de futebol conectadas históricamente pela mesma forma de entender esse esporte. Uma partida com duas caras distintas. Na primeira parte, controle total dos holandeses. Já na segunda, domínio supremo do Barça de sempre. Vantagem para a eficiência do Ajax que soube rentabilizar melhor os seus 45 minutos de controle e assegurou os três pontos que lhe dão vida na atual Liga dos Campeões.

Foi a primeira derrota do FC Barcelona em 21 partidas oficiais disputadas na temporada 2013/14. Apesar disso, o time de Tata Martino segue líder isolado do Grupo H da Champions League, com 10 pontos, mas precisa de ao menos um ponto na última rodada para garantir o primeiro lugar. O Milan, com oito pontos e o próprio Ajax, agora com sete, farão o duelo na última rodada que decidirá quem fica com a segunda vaga para as oitavas-de-final da competição continental.

2 a 0 no primeiro tempo

Foi a primeira vez nesta temporada que a equipe de Tata Martino chegou ao intervalo de uma partida perdendo por 2 a 0. Mas ao contrário de outras ocasiões que teve um rival difícil pela frente, no Amsterdam Arena o clube azul-grená sofreu de uma forma inédita nos primeiros 45 minutos. O Ajax tinha o controle total da partida e exercia uma pressão asfixiante na saída de bola culé. No minuto 18 veio o castigo. Serero abriu o placar para os donos da casa finalizando com perfeição um cruzamento da direita de Van Rhijn. Ajax 1-0.

O Barça não conseguia equilibrar o confronto e só soube oferecer perigo ao rival em duas ações, uma com Neymar e outra com Cesc Fàbregas. No minuto 41, a situação se complicou. Após uma bela defesa de Pinto, a bola sobrou para Hoesen ampliar a vantagem com um disparo frontal. A equipe culé chegaria ao intervalo com uma desvantagem inédita na temporada, tanto no placar (2-0), como na posse de bola (48% contra 52% do Ajax).

O Barça de sempre

Na segunda parte o Barça voltou a ser a equipe que todos conhecem. Recuperou o controle das ações logo no início e empurrou o Ajax ao seu campo de defesa. A recompensa veio cedo. No minuto 48, Neymar recebeu um lançamento, invadiu a área e foi brutalmente atingido pelo zagueiro Veltman. Pênalti e expulsão. Xavi Hernández cobrou com perfeição e reduziu a diferença. Com um homem a mais e o segundo tempo inteiro pela frente, a sorte parecia sorrir para o Barça.

A equipe culé voltou a ser fiel ao seu estilo e manteve o rival encurralado diante da sua torcida. As chances surgiam, mas o ataque falhava nas conclusões. O tempo ia passando e o placar seguía imóvil. Apesar de recuperar a vantagem na posse de bola na reta final da segunda etapa (64% a 36%), o Barça não conseguiu transformar esse domínio em gols, o que resultou na sua primeira derrota oficial na temporada.

Aposta pelos talentos da casa

Durante o segundo tempo, com a necessidade de buscar o empate, o técnico Tata Martino decidiu ser ousado e dar uma oportunidade para os novos talentos das categorias de base do FC Barcelona. Um deles foi Patric Gabarrón que entrou no lugar do capitão Puyol e fez a sua estreia com o time oficial do Barça. O outro foi o atacante Adama, que já tinha feito a sua primeira partida oficial com a equipe culé, no último sábado, contra o Granada e agora estreiou na Liga dos Campeões ao substituir Fàbregas. O meia Sergi Roberto, que substituiu Xavi Hernández, também voltou a ter minutos com a equipe culé. O FC Barcelona volta a campo no próximo domingo pela Liga Espanhola, contra o Athletic, em Bilbao.

Voltar ao início