fcb.portal.reset.password

Messi i Iniesta celebren el gol a Milà / FOTO: MIGUEL RUIZ - FCB

O FC Barcelona segue líder do Grupo H da Liga dos Campeões. O empate conseguido nesta terça-feira na Itália deixa o time comandado por Gerardo Martino com sete pontos em três rodadas, dois a mais que o Milan, segundo colocado. A diferença poderia ter sido ainda maior se o Barça soubesse aproveitar as boas ocasiões que teve durante a parte final do primeiro tempo, justamente após o gol de Messi, que serviu para igualar o placar aberto pelo brasileiro Robinho.

O Barça foi melhorando de forma gradual durante o primeiro tempo. Já no segundo, atuou de uma forma mais regular. Brilhantismo, só em alguns momentos. A boa organização defensiva de um Milan bastante defensivo foi vital para evitar a vitória culé, que agora já começa a pensar no clássico do próximo sábado contra o eterno rival, Real Madrid. 

Robinho abre o placar...

O começo da partida não poderia ter sido pior para o Barça. O AC Milan iniciou a partida de forma intensa e criou problemas ao time catalão. Kaká, ativo pelo lado esquerdo, foi a principal dor de cabeça para a defesa azul-grená, que viu como o árbitro anulava corretamente um gol de Muntari por estar em posição irregular. 

Um pouco depois, veio o gol do Milan. Os italianos aproveitaram uma indecisão entre os zagueiros Piqué e Mascherano para fabricar uma jogada rápida de ataque pela esquerda que resultou num gol de Robinho, após uma execelente assistência de Kaká. 

...e Messi responde

A partida mudou para o Barça após o minuto 20. Foi o que demorou o FC Barcelona para assumir o controle e marcar o ritmo da partida. O AC Milan diminuiu a intensidade inicial e começou a sofrer pelo esforço realizado nos primeiros minutos. E a equipe culé aproveitou a primeira chance que teve.

Busquets recuperou a bola, passou para Iniesta que arrancou ao campo de ataque e deixou Messi na cara do gol. O argentino, como sempre, foi letal na definição. O Barça teve a chance de virar o placar antes do intervalo, principalmente através de um belo disparo de Neymar no minuto 45. 

O Milan se defende

As coisas seguiram iguais na segunda parte. O Barça, superior, insistia com a pressão. Entretanto, o time não conseguia a profundidade necessária para criar ocasiões claras de gols. As melhores chances vieram mesmo no primeiro tempo. Só Iniesta e Adriano conseguiram ameaçaram o gol de Amelia, titular pela primeira nesta temporada. 

Apesar da insistência e da entrada de Cesc e pedro, o FC Barcelona não conseguiu superar a defesa 'rossonera' liderada pelo técnico Massimiliano Allegri, que nunca deu a sensação de querer buscar a vitória. No final, um empate que parece ter agradado ambas as equipes. 


Voltar ao início