fcb.portal.reset.password

Os cartazes oficiais das Copas de 90 e 94

Em plena contagem regressiva para o início da Copa do Mundo do Brasil, continuamos com uma série de resumos de todos os torneios anteriores, sempre sob o olhar azul-grená. A edição da Itália em 1990 foi de pouca incidência de jogadores do Barça; em compensação, a dos Estados Unidos, ocorrida quatro anos mais tarde rendeu o primeiro título mundial a um jogador do clube: Romário

Italia 90

-A representação culé no Mundial de 90 foi a mais baixa desde 1974. Participaram 5 jogadores: Zubizarreta, Robert, Bakero, Julio Salinas e Koeman.

-Julio Salinas e Koeman, com um gol cada, foram os únicos jogadores do FC Barcelona que marcaram na Copa de 90. Salinas fez o seu nas oitavas-de-final contra a Iugoslávia e Koeman diante da Alemanha. Tanto Espanha quanto Holanda foram eliminados nesta fase, encerrando o torneio para os culés.

-Zubizarreta, Roberto e Koeman disputaram os 4 jogos possíveis, enquanto Julio Salinas atuou em 3 e Bakero em apenas 1.

-Nesta edição também participaram com destaque dois ilustres ex-Barça, Diego Armando Maradona, que seria vice-campeão com a Argentina, e Gary Lineker, que avançaria até as semifinais com a Inglaterra.

Estados Unidos 94

-O primeiro campeão do mundo como jogador do Barça veio em 94: Romário.

-Stoichkov conseguiu a Chuteira de Ouro da competição com 6 gols, empatado com o russo Oleg Salenko. Romário marcou 5 vezes. Ambos, ademais, integraram a seleção da Copa.

-15 gols do Mundial 94 tiveram a marca azul-grená. Além dos 6 de Stoichkov e dos 5 de Romário, também anotaram Goikoetxea (2), Guardiola (1) e Begiristain (1).

-A Copa dos Estados Unidos foi divisora de águas com relação à representatividade do Barça. Até então, o máximo era de 8 jogadores por edição; nesta, participaram 12 atletas.

-A maioria deles integrava a seleção espanhola dirigida por Javier Clemente. No total eram 9 os jogadores ligados ao clube: Goikoetxea, Ferrer, Sergi, Abelardo, Nadal, Bakero, Guardiola, Begiristain e Lopetegui.

-A lista se completou com Koeman (Holanda), Stoichkov (Bulgária) e Romário (Brasil).

-A Bulgária de Stoichkov se classificou no último minuto com uma vitória sobre a França (1-2) e acabou sendo a revelação do campeonato, chegando às semifinais, quando caiu diante da Itália.

Voltar ao início