fcb.portal.reset.password
Os cartazes das Copas de 1962, 66 e 70.

Os cartazes das Copas de 1962, 66 e 70.

Em plena contagem regressiva para o início da Copa do Mundo FIFA Brasil 2014, iniciamos um resumo dos mundiais com uma perspectiva azul-grená. A segunda entrega analisa as Copas de 1962, 66 e 70, quando o Barça ainda não tinha uma representação muito ampla nas Copas. 

CHILE 1962

- No Mundial do Chile foi estabelecido um novo recorde de jogadores do Barça convocados, já que o treinador espanhol Pablo Hernández Coronado chamou sete integrantes do elenco culé para a Copa. Entraram na lista o goleiro Sadurní (com apenas 21 anos, substituindo o lendário Ramallets), os zagueiros Rodri e Gràcia, os meias Segarra, Garay e Vergés e o atacante de origem paraguaia Eulogio Martínez. 

- Curiosamente, Hernández Coronado apenas convocou a seleção espanhola porque logo Helenio Herrera assumiu o comando da Fúria. Herrera tinha sido técnico do Barça entre os anos de 1958 e 60 e nessa época era treinador do Internazionale. 

- A Espanha ficou em um grupo com a extinta Tchecoslováquia, México e o poderoso Brasil de Pelé. Após perder diante dos tchecos e ganhar do México com dificuldades, a equipe de Helenio Herrera tinha a obrigação de vencer o Brasil, que não contava com a presença de Pelé, lesionado. Rodri, Gràcia e Vergés fizeram parte do time que enfrentou a seleção brasileira, mas a Espanha acabou derrotada de forma injusta por 2 a 1 graças aos erros arbitrais que decidiram a partida. 

INGLATERRA 1966

- O Grupo da Espanha nas eliminatórias para a Copa da Inglaterra tinha a República da Irlanda e a Síria, mas os sírios desistiram de disputar uma vaga para a competição. Desse modo, a Espanha teve que lutar com a equipe irlandesa pelo lugar no Mundial. Os espanhóis perderam a primeira em Dublin por 1 a 0 e o azulgrená Olivella participou desta partida. Em Sevilha, a Esoanha deu o troco vencendo por 4 a 1, novamente com a presença de Olivella e com uma grande atuaçñao do atacante culé Jesús María Pereda, autor de três gols. Os dois jogadores do Barça também participaram do duelo de desempate, disputado em Paris e que acabou com vitória espanhola (1 a 0). 

- O técnico José Villalonga convocou cinco jogadores do FC Barcelona para o Mundial da Inglaterra: o goleiro Reina, os zagueiros Eladio, Gallego e Olivella e o atacante Fusté. Pereda, o herói de Sevilha não foi convocado. 

- A primeira partida de preparaçñao para a Copa foi disputada no dia 12 de junho de 1966, no estádio Riazor, contra o Ajax de Amsterdã. Na ocasião, o clube holandês contava com um garoto de 19 anos chamado Johan Cruyff, que marcou um gol após um erro do goleiro Iríbar e Olivella. O Ajax venceu a Espanha por 2 a 1. 

- Já na Inglaterra, a Espanha perdeu para a Argentina por 2 a 1 e venceu a Suíça pelo mesmo resultado. Logo, foi superada pela Alamnha Ocidental e foi eliminada da Copa. Gallego disputou as três partidas. Eladio só a primeira, contra o argentinos e Fusté o último, contra os alemães, quando marcou um gol que não serviu para nada. Por outro lado, Reina e Olivella não disputaram nenhum jogo. 

MÉXICO 1970

- Para o Mundial do México a Espanha não conseguiu superar a fase de classificação apesar de ter um grupo de certo modo acessível, com rivais como a extinta Iugoslávia, Bélgica e Finlândia. A ausência da seleção espanhola no México 1970 deixou de fora da Copa os jogadores culés Torres, Gallego, Eladio, Rexach, Zaldúa e Zabalza. 

Voltar ao início