fcb.portal.reset.password
Os cartazes das primeiras Copas.

Os cartazes das primeiras Copas.

Posters from the first World Cup Finals

Em plena contagem regressiva para o início da Copa do Mundo no Brasil, iniciamos um resumo dos mundiais com uma perspectiva azul-grená. A primeira entrega analisa o período das Copas entre 1930 e 1958, quando o Barça aindanão tinha uma representação muito ampla nas Copas. 

URUGUAI 1930
- Espanha não quis participar da primeira Copa ao alegar problemas logísticos, o que impediu a presença no Uruguai de figuras do Barça como Samitier, Piera, Arocha e Goiburu.

ITÁLIA 1934
 - Apesar do Barça ter ficado na penúltima posição da Liga 1933/34, na lista dos 22 convocados do técnico Amadeo García Salazar estavam três jogadores culés, o goleiro Nogués, o zagueiro Zabalo e o atacante Ventolrà. 

- O duelo contra Itália nas quartas-de-final (1-1) acabou com sete espanhóis lesionados. Na partida de desempate, jogado no dia seguinte, os três culés puderam estrear na equipe. Aquela partida acabou com vitória transalpina por 1 a 0. 

FRANÇA 1938
- Esta Copa foi disputada em plena período da Guerra Civil Espanhola (1936-39). Por razões óbvias, a Espanha se ausentou da competição. Na temporada 1935/36, a última antes do início do conflito bélico, os grandes nomes do Barça eram Balmanya, Raich, Areso, Ventolrà e Escolà. 

BRASIL 1950
- Para o Mundial do Brasil de 1950 foram convocados o goleiro Ramallets, o zagueiro Josep Gonzalvo, o meia Marià Gonzalvo e os ataantes Basora e César.

- A consagração do goleiro Antoni Ramallets veio nessa Copa. No Brasil ele acabou batizado com os apelidos 'O gato do Maracanã' e 'O goleiro bonitão'. 

- Outra estrela azul-grená que brilhou na Copa de 50 foi o atacante Estanislau Basora, auto de quatro gols, marcados diante dos Estados Unidos, Chile e Uruguai (2).

SUíÇA 1954
- A Espanha não participou desta Copa por não ter superado uma eliminatória polêmica contra a Turquia, que acabou decidida em um duelo de desempate disputado no dia 17 de março de 1954 em Roma. A eliminação da Espanha evitou as participações dos jogadores do Barça, Ramallets, Biosca, Bosch e Kubala. 

SUÉCIA 1958
- Mais uma vez a seleção espanhola ficou sem a vaga na Copa. Desta vez, por não superar a Suíça e a Escócia nas eliminatórias. Desse modo, Ramallets, Olivella, Vergés, Segarra, Basora, Kubala e Suárez não puderam participar mais uma vez de uma Copa. 

Voltar ao início