10 Messi

Lionel Messi

Atacante

Leo Messi é o melhor jogador do mundo. Superdotado tecnicamente, une todas as qualidades necessárias para ser o número um: sangue frio, velocidade, generosidade, bom critério e gol

A carreira futebolística de Leo Messi começou em 1995, no Newell’s Old Boys, onde jogou até o ano 2000. Aos 13 anos, Lionel Messi atravessou o Atlântico para tentar a sorte no Barcelona e entrou para o time de jovens com menos de 14 anos. Messi teve um progresso espetacular em todas as diversas faixas etárias e passou das categorias de base ao Barça C, seguido pelo Barça B e a equipe principal em tempo recorde.

Na temporada 2003/2004, quando ainda tenha apenas 16 anos, Messi estreou na equipe principal em um amistoso com o Porto que marcou a inauguração do novo estádio do Dragão.

Na temporada seguinte de vitória do campeonato, Messi teve sua primeira participação em um jogo oficial em 16 de outubro de 2004, na vitória do Barcelona contra o rival Espanyol, no estádio Olímpico (1 a 0). Com vários jogadores titulares gravemente contundidos, os serviços de vários reservas foram solicitados, e Messi tornou-se uma presença regular nas escalações do Barça.

Em 1º de maio de 2005, ele tornou-se o jogador mais jovem a marcar um gol para o FC Barcelona contra o Albacete quando tinha apenas 17 anos, 10 meses e 7 dias de idade. Esse recorde acabaria sendo batido por Bojan Krkic.

Na Copa do Mundo Sub-20 na Holanda, Messi não apenas conquistou o título pela Argentina, mas também foi o artilheiro e eleito o melhor jogador do torneio. Aos 18 anos, ele tornou-se uma das propriedades mais badaladas do futebol mundial. Pouco depois, fez sua primeira apresentação internacional em um amistoso contra a Hungria.

Seu grande momento veio na temporada 2005/2006, que começou com o desempenho incrível no jogo contra a Juventus, para disputar o troféu Joan Gamper. Ele também foi excepcional no Santiago Bernabéu, na inesquecível vitória por 3 a 0 do Barcelona, e também no Stamford Bridge, no jogo da Liga dos Campeões, contra o Chelsea. Uma lesão o manteve fora do time durante grande parte da etapa final da temporada, mas Messi ainda disputou um total de 17 jogos, 6 na Liga dos Campeões e 2 na Copa del Rey, e marcou oito gols.

Na temporada seguinte, Messi jogou ainda melhor e surpreendeu o mundo com gols como o que marcou contra o Getafe, na Copa del Rey. Na temporada 2006/2007, embora o time não tenha conquistado nenhum título, o argentino ficou em segundo lugar no prêmio Melhor Jogador do Mundo da FIFA e terceiro na Bola de Ouro. Ele continuou a desenvolver-se na campanha 2007/2008, quando marcou 16 gols e deu 10 passes nos 40 jogos que disputou. Em 2008, Leo Messi ficou em segundo lugar no prêmio Melhor Jogador do Mundo da FIFA pela segunda temporada consecutiva.

Na temporada 2008/2009, e agora sem Ronaldinho ao seu lado, Messi tornou-se a estrela principal do espetáculo apresentado pelo Barça. Conseguiu evitar contusões durante toda a temporada, disputou 51 jogos e marcou 38 gols. O argentino também foi fundamental nas eliminatórias da Copa del Rey e da Liga dos Campeões e marcou o segundo gol do Barça em ambas as competições. Em 2009, ele finalmente conquistou o prêmio de Melhor Jogador do Mundo da FIFA e a Bola de Ouro.

Até onde Leo Messi pode chegar? Foi o artilheiro do campeonato na temporada 2009/2010 e igualou o total histórico de Ronaldo de 34 gols (1996/1997). Marcou o gol contra o Estudiantes que deu ao Barça a primeira vitória no Mundial de Clubes.

Mas sem se contentar com isso, o argentino foi ainda mais longe na temporada 2010/2011 e marcou nada menos que 53 gols oficiais, um recorde espanhol igualado apenas por Cristiano Ronaldo na mesma temporada. Messi, como em Roma, teve papel vital na final da Liga dos Campeões em Wembley e marcou um gol notável, de fora da área, que deixou seu time na frente. Em 2011, ele também ganhou a Bola de Ouro pela terceira vez, um feito conquistado anteriormente apenas por Cruyff, Platini e Van Basten.

Na temporada 2011/2012, Messi bate o recorde de César Rodríguez de 232 gols para se tornar o maior artilheiro do clube de todos os tempos. Esse feito aconteceu em 20 de março de 2012, numa vitória de 5 a 3 sobre o Granada, quando ele marcou três gols brilhantes.

Dois dias antes, em 7 de março de 2012, o mundo do futebol assistiu perplexo enquanto ele marcava cinco gols em um único jogo, contra o Bayer 04 Leverkusen.

Em 5 de maio de 2012, a lenda Leo Messi prevaleceu no jogo contra o rival Espanyol, quando ele atingiu a marca sem precedentes de 50 gols em uma temporada e marcou quatro gols em três jogos distintos. Uma temporada notável terminou com um dos gols mais belos de sua carreira na final da Copa del Rey, contra o Bilbao. Na temporada 2011/2012, ele marcou gols em todas as competições que disputou, um total surpreendente de 73, e o Barça conquistou a Super Copa da Espanha, a Super Copa Europeia, o Mundial de Clubes e a Copa del Rey. Ele terminou 2012 com o número recorde de gols em um ano, 91, superando assim a contagem histórica estabelecida por Gerd Müller (85 pelo Bayern Munich e seleção da Alemanha em 1972).

Messi também é capitão da seleção argentina e disputou três Copas do Mundo (2006, 2010 e 2014) e três Copas América (2007, 2011 e 2015). No verão de 2008, disputou também as Olimpíadas de Pequim e trouxe para casa a medalha de ouro. Em 2012 e em 2015 voltou a ganhar a Bola de Ouro da FIFA e, somadas aos outros três prêmios anteriores, é o único jogador a conseguir ser eleito o melhor do mundo cinco vezes. 

Perfil técnico

Messi é um jogador excelente, sensacional, único. Ele é curiosamente criativo, tem incrível habilidade individual e é capaz de desestabilizar constantemente os adversários. Canhoto nato, é surpreendentemente versátil e pode jogar tanto no meio quanto nas pontas se necessário, embora seja na direita que ele se sente mais à vontade.

Não é muito alto, mas sua velocidade e físico lhe permitem lidar com até mesmo o mais forte dos zagueiros. Ele é curiosamente forte e sabe trabalhar a bola com estilo, como se ela estive presa aos seus pés. Não há simplesmente ninguém igual a ele no futebol. É também um especialista em situações de bola parada, especialmente tiros livres e cobranças de pênaltis.

O sangue frio e a capacidade de assumir responsabilidades são outras virtudes que tornam Leo Messi simplesmente o melhor jogador de futebol do planeta.