Luis Enrique Martínez

Técnico

Luis Enrique és um técnico com personalidade, ofensivo que conhece bem o FC Barcelona como jogador e técnico das categorias de base. No seu primeiro ano como treinador do time profissional, ganhou cinco títulos

Nascido em Gijón (Astúrias), no dia 8 de maio de 1970, Luis Enrique assume o cargo de treinador do FC Barcelona para ocupar o lugar do argentino Tata Martino. 

Ele se formou como técnico com 36 anos em uma turma de luxo que tinha nomes ilustres como Josep Guardiola, Gillermo Amor, Sergi Barjuan e Albert Ferrer, entre outros. Deste modo, em junho de 2008 assumiu o comando do Barça Atlètic, antigo nome do Barça B, uma equipe que uma temporada antes tinha subido da Terceira Divisão para a Segunda B do futebol espanhol. O asturiano substituiu Pep Guardiola que tinha sido chamado para assumir o time principal do Barça ao lado do auxiliar Tito Vilanova. 

O retrospecto de Luis Enrique no Barça B foi excelente. Ele não conseguiu o ascenso na sua primeira temporada (2008/09), mas sim na seguinte com uma geraçñao de jogadores que contava com nomes como Sergi Roberto, Marc Bartra, Martín Montoya, Jonathan Soriano e Thiago Alcántara. Com eles, a equipe acabou na segunda posição da primeira fase e depois confirmou a vaga na Segunda Divisão A ao superar na fase final o Jaén e o Sant Andreu. 

A 'cereja do bolo' veio na temporada 2010/11, quando Luis Enrique conseguiu o maior número de pontos da história do Barça B na Segunda Divisão do futebol espanhol. Somou 71 pontos, com um balanço de 20 vitórias, 11 empates e 11 derrotas e ocupou a terceira posição do campeonato atrás somente do Betis e do Rayo Vallecano, que conseguiram a vaga na Primeira Divisão. Ficou na frente, entre outros, do Granada, que também conseguiria o ascenso. 

Depois deste grande feito, Luis Enrique recebeu o convite do AS Roma, da Itália, uma das equipes mais importantes do 'Calcio', onde teve sob o seu comando o atacante Bojan Krkic, cedido pelo Barça. Terminou a temporada na sétima posição do Campeonato Italiano e foi eliminado nas semifinais da Copa da Itália e na fase prévia da Liga Europa 2011/12. 

Após um temporada sem treinar, na campanha 2013/14 ele decidiu voltar ao futebol espanhol para comandar o Celta de Vigo, onde se encontrou com Rafinha, emprestado pelo Barça, Fontás e Nolito (ex-jogadores culés). O restrospecto final de Lucho -como também é conhecido - com o time galego foi muito bom: terminou a Liga Espanhola em uma digníssima nona posição e recebeu elogios de todos por sua personalidade vencedora e metódica. 

Como jogador, Luins Enrique jogou nas equipes de Xeitosa e La Braña e, já como profissional, no Sporting e no Real Madrid antes de chegar ao FC Barcelona no verão europeu de 1996, através do técnico Bob Robson. Lucho trocou o Bernabéu pelo Camp Nou, mas sua adaptação ao clube foi tão rápida que logo se converteu em um dos jogadores mais queridos pela torcida culé, que sempre valorizou o seu espírito lutador e a sua identificação com as cores do Barça. Luis Enrique, que chegou a ser capitão do FC Barça, atuou oito temporadas como azul-grená e chegou a coincidir com jogadores ainda em atividade como Xavi Hernández e Andrés Iniesta.