Desde a fundação do Barça, o clube teve o seu próprio escudo, usado com orgulho pelos seus jogadores. Foi o brasão da cidade de Barcelona, uma figura no formato de diamante dividido em quatro partes, com uma coroa e um morcego na parte superior, rodeado por dois ramos, sendo um de louros e outro de uma palmeira. Mesmo em uma fase tão prematura, essa foi uma forma de expressar a ligação do clube com a cidade onde surgiu.

Esse escudo permaneceu inalterado até 1910. Logo após Gamper ter salvado o clube de uma séria crise em 1908, foi tomada a decisão de dar ao clube um escudo próprio e diferenciado. Em 1910, o clube realizou uma competição entre todos os sócios interessados em apresentar propostas. O ganhador foi Carles Comamala, que jogou pelo clube entre 1903 e 1912, e era estudante de medicina na época, bem como um ótimo artista.

E assim foi criado o escudo que o clube usa até hoje, embora tenha havido algumas variações. É um desenho em formato de taça, onde os dois quadrantes superiores ostentam a cruz de São Jorge e as barras azul e amarela do escudo original, que são os símbolos mais representativos de Barcelona e da Catalunha. As iniciais do clube, FCB, aparecem em uma faixa no centro e abaixo estão as cores do Barça e uma bola. Dessa forma, temos um escudo que honra a dimensão esportiva do clube, assim como a sua conexão com a sua cidade e o seu país.



Desde 1910, as alterações no desenho foram mínimas, geralmente modificando apenas a estética e os padrões usados no esboço. As maiores alterações vieram como resultado de obrigações políticas. Quando Franco subiu ao poder, as letras FCB foram substituídas por CFB a fim de refletir a forma como o clube foi forçado a usar a versão do seu nome em espanhol. O ditador também obrigou o clube a remover duas das quatro barras de um dos quadrantes superiores, excluindo a bandeira catalã do escudo. Durante o aniversário de 50 anos do clube em 1949, as quatro barras foram restituídas ao emblema. As letras originais não foram recuperadas até o fim de 1974, quando o escudo foi convertido ao desenho original de 1910.

O escudo atual se baseia em uma adaptação feita pelo designer Claret Serrahima em 2002, onde as linhas são um pouco mais estilizadas, os pontos entre as letras foram retirados, o nome foi diminuído e há menos bordas com pontas. As linhas nesse desenho mais recente são mais simples, para facilitar a reprodução do escudo e da identidade corporativa do clube em diferentes formatos.