Há mais de cem anos as cores azul e grená convivem nos uniformes, sobretudo nas camisas, dos esportistas do FC Barcelona, e por isso o clube é “azul-grená”. Os shorts, por outro lado, foram brancos durante os primeiro anos de história da entidade. Em seguida, passaram a ser negros até que, na dècada de vinte, assumissem o azul, cor que mantêm até hoje.

E quais seriam os significados destas cores para o clube, e os motivos para que fossem escolhidas?

Com o intuito de resolver uma questão que há muito tempo gera especulações, o clube assume a versão que considera a mais verossímil e consistente. Segundo esta teoria, tudo ocorreu poucos dias após e fundação do clube, em 29 de novembro de 1899. Em 13 de dezembro daquele ano, data da segunda reunião da junta executiva do novo FC Barcelona, o diretor e jogador Arthur Witty teria proposto ao fundador Joan Gamper que as cores da camisa fossem o azul e o grená.

A escolha de Witty seria baseada nas cores utilizadas pelo time de rubgy do colégio inglês Merchant Taylors de Liverpool, onde havia atuado em 1893 e 1894. Também é importante o fato de que em abril de 1899, meses antes da fundação do FC Barcelona, fora criado o Barcelona Lawn Tennis Club, atual Real Club de Tennis de Barcelona, cujo primeiro presidente foi o cônsul da Grã-Bretanha em Barcelona, Ernest F.C. Witty, pai de Arthur, e cujo escudo era azul e grená. Sendo assim, concluímos que naquele 13 de dezembro Joan Gamper não fez nenhuma restrição à combinação cromática proposta por Arthur Witty. Até porque era a mesma do Basel, da Suíça, onde ele havia jogado esporadicamente antes de se instalar em Barcelona.