null

Gerardo 'Tata' Martino durante um treinamento na Cidade Esportiva Joan Gamper. / FOTO: MIGUEL RUIZ - FCB

Nascido en Rosário (Argentina) no dia 20 de novembro de 1962, Martino se incorporou ao FC Barcelona no dia 26 de julho de 2013 com o aval de uma extensa trajetória no futebol sul-americano e de seu excelente trabalho no Newell's Old Boys, do seu país natal. O começo de Tata Martino como técnico culé foi bastante positivo. O Barça ganhou a Supercopa da Espanha diante do Atlético de Madrid e conseguiu o melhor início da história do clube na Liga Espanhola, com oito vitórias nas oito primeiras rodadas, 28 gols a favor e somente seis sofridos. Além disso, o argentino bateu o recorde de mais jogos invictos desde o início da temporada de um treinador estreante, com 20 jogos sem perder (14 na Liga, 4 na Champions e 2 na Supercopa da Espanha). Foram 16 vitórias, 4 empates, 52 gols a favor e 11 contra. 

Infelizmente, o bom trabalho de Martino não teve continuidade na reta final da temporada, já que a equipe baixou consideravelmente o seu rendimento. As lesões de jogadores como Valdés, Piqué, Alba, Neymar ou Messi também contriubuíram para essa queda no desempenho. Entretanto, o FC Barcelona teve chances de vitória até o último momento na Copa do Rei (perdeu a final contra o Real Madrid) e também na Liga Espanhola, onde disputou o título até o último minuto da última rodada, contra o Atlético, no Camp Nou. Por coincidência, os 'colchoneros' foram os carrascos do Barça nas quartas-de-final da Champions League. No final da temporada, Tata Martino deixou o clube sem ter a sensação de ter chegado a glória.

Nos 59 jogos como treinador do FC Barcelona (38 na Liga, 10 na Champions, 9 na Copa do Rei e 2 na Supercopa), o técnico argentino acabou com um retrospecto de 40 vitórias, 11 empates e 8 derrotas. Além disso, Barça marcou 148 gols e sofreu 48.